Publicidade
Publicidade
Publicidade
:
Dom
20/08/17
Araguaína

Predomínio de Sol

37º 21º
  • Em Araguaína, encenação da Via Sacra emociona atores e público

    CULTURA - 17.04.17 08h10

    Encontro de Maria com Jesus na Via Crucis.

    Um espetáculo que conta a vida real de uma pessoa que deu a sua vida para salvar os homens e que emociona tanto os atores que participam dele quanto ao público que o assiste. Há mais de 20 anos a Via Sacra é encenada em Araguaína e sempre toca no sentimento das pessoas. O ator Estefano Lopes Nascimento Santos interpretou pela segunda vez consecutiva o principal personagem do espetáculo, Jesus Cristo, e isto fez uma transformação em sua vida.

    “Esse é o meu segundo ano, interpretando o papel de Jesus Cristo e como Via Sacra também. Primeiramente tem um peso muito grande, então só por esse termo principal causa um impacto, então cobro a mim mesmo porque quero passar o melhor para quem vai assistir”, conta o ator.

    Estefano comenta que a partir dos momentos vividos para encenar a paixão e morte de Cristo, ele traz para a sua vida os ensinamentos dEle. “O que eu aprendi aqui, eu levo para a minha vida, levo para o meu dia a dia, principalmente a serenidade, a calma, o respeito, é uma coisa que eu adquiri, tenho levado pra mim”, conta emocionado.

    Ainda segundo o ator, a emoção de interpretar Jesus é muito grande. “É uma coisa que mexe muito o emocional, não tem como não se emocionar, não chorar. Eu me dedico bastante porque quero repassar que Jesus sofreu pela gente, morreu por nós, então quero repassar isso a todos, que não foi em vão a sua morte, foi para que nós pudéssemos continuar”, finalizou Estefano.


    (Foto: Ascom Prefeitura)

    Outra que também interpretou um dos principais personagens foi Maria Marcilês Silva de Oliveira, que foi Maria, Mãe de Jesus. “É uma emoção muito grande, porque a gente vai se preparando, vai lendo a Bíblia, aprendendo toda a trajetória da vida de Maria, como ela sofreu ao ver o filho dela ser crucificado”, relata a atriz.

    Para Maria Marcilês, viver a Mãe de Jesus também traz um ensinamento para a sua vida. “No dia a dia você se torna uma pessoa melhor, aprende com a Via Sacra, é muito bom. Eu repasso os ensinamentos de Jesus para os meus irmãos, para minha mãe, minha família inteira, porque a gente aprende bastante”, conta. “Ele morreu pra nos salvar, então todos os anos é o que a gente quer transmitir a todo o público de Araguaína e região”, completou a atriz.

    Público

    A dona de casa Daci Sousa Ribeiro foi assistir pela primeira vez a Via Sacra e conta que se emocionou ao ver tudo de perto. “Estava ansiosa pra ver, esta foi a primeira vez que assisti ao vivo, antes era só pela televisão. Pessoalmente é muito maravilhoso, muito lindo, muito emocionante, nós como católicos temos que prestigiar”, disse.

    Outro que também assistiu foi seo Antônio Pereira da Silva. “Todos os anos venho assistir, porque acho muito bom. Dá pra sentir uma emoção boa, se sente bem, gostei demais”, conta emocionado.

    Via Sacra

    A Via Sacra é realizada em Araguaína há 20 anos e é considerada um dos maiores espetáculos a céu aberto do Tocantins. Foram 12 cenários e com um total de 18 cenas, com a participação de mais de 300 pessoas, entre atores e figurantes, sendo realizado pelo segundo ano consecutivo no Parque Cimba.

    As cenas tem vários personagens, que retratam momentos importantes da vida de Jesus Cristo, como batismo, Santa Ceia, cura do cego e outras até o caminho da Via Crucis, como a crucificação no Calvário, morte e ressurreição. E neste ano teve novos cenários como o do Batismo e o Julgamento de Jesus Cristo

    A peça teatral é uma organização da Prefeitura de Araguaína, por meio da Secretaria da Educação, Cultura, Esporte e Lazer, com apoio das secretarias da Infraestrutura e da Saúde, além da Agência de Segurança, Transporte e Trânsito (ASTT).
     

    Fonte: Ascom Prefeitura
  • Cenários da encenação da Via Sacra começam a ser montados

    EM ARAGUAÍNA - 12.04.17 10h58

    Esta semana é de preparativos para a montagem dos cenários da encenação da Via Sacra de Araguaína, considerada um dos maiores espetáculos a céu aberto do Tocantins. Serão 12 cenários e com um total de 17 cenas, dentre os novos cenários estão o do Batismo e o Julgamento de Jesus Cristo. O espetáculo será na Sexta-Feira Santa, dia 14, a partir das 20 horas, no Parque Cimba.

    De acordo com o secretário executivo da Cultura, Willamas Ferreira, todas as cenas terão um cenário específico, mesmo aquelas que vão utilizar o mesmo local, como é o morro no parque, onde serão encenadas o Sermão da Montanha, o Batismo, a Privação no Deserto e a Crucificação. “Na sexta à tarde tudo estará pronto para o grande espetáculo”, completou.

    Ensaios

    Até quinta-feira, estão sendo realizados os ensaios com os atores e figurantes, sempre a partir das 20 horas, no Parque Cimba. “As marcações, as falas, tudo está sendo treinado com afinco e muita dedicação por essas pessoas que vão mostrar aos araguainenses a passagem de Jesus Cristo na terra”, comentou o secretário executivo.

    Ainda de acordo com Ferreira, a direção da peça ainda está aceitando figurantes para abrilhantar algumas cenas. “Quem quiser vir nos ensaios e participar desse espetáculo, pode vir”, informou.

    Via Sacra

    O espetáculo acontece em Araguaína há 20 anos. As cenas contam com vários personagens, que retratam momentos importantes da vida de Jesus Cristo, como batismo, Santa Ceia, cura do cego e outras até o caminho da Via Crucis, como a crucificação no Calvário, morte e ressurreição.

    A peça teatral é uma organização da Prefeitura de Araguaína, por meio da Secretaria da Educação, Cultura, Esporte e Lazer, com apoio das secretarias da Infraestrutura e da Saúde, além da Agência de Segurança, Transporte e Trânsito (ASTT). 

    Fonte: Ascom Prefeitura

  • Municípios que terão temporada de praia devem procurar o Naturatins

    TURISMO - 10.04.17 09h54

    Os municípios que vão realizar temporada de praia este ano precisam renovar a autorização de Licenciamento Ambiental junto ao Naturatins, até o dia primeiro de junho. Inclusive os que tem praia permanente, desde que esteja vencido o prazo de quatro anos.

    Pelo Naturatins são 68 municipios que precisam deste documento. E quanto mais cedo for encaminhada a solicitação mais rápida será a liberação do local, explica o superintendente de Gestão Ambiental do Naturatins, Natal César Alves de Castro.

    A fiscalização vai ser intensificada nos rios Tocantins, Araguaia e riso menores durante a temporada de praia por órgãos estadual e federal, afirma a diretora de Proteção e Qualidade Ambiental do Naturatins, Caroline Bueto.

    O procedimento de liberação da documentação das praias é muito simples, afirma a gerente de Análise e Licenciamento Ambiental do Naturatins, Larissa Cintra.

    Mais informações podem ser obtidas no site do Naturatins, www.naturatins.to.gov.br.

  • Novela da Rede Globo será ambientada em Palmas e no Jalapão

    ESTE ANO - 15.03.17 13h40

    A estreia da trama está prevista para outubro deste ano.

    No ar em A Lei do Amor, Grazi Massafera foi escalada para a novela das nove que a Globo estreia em outubro, de autoria de Walcyr Carrasco, o mesmo de Verdades Secretas. Grazi ganhou o papel na semana passada, 15 dias depois que Cauã Reymond desistiu da trama para se dedicar a um filme sobre Dom Pedro 1º. Separados há três anos, os dois não aceitam contracenar juntos.

    Treinada pela Globo após participação em Big Brother Brasil, a atriz fará sua primeira vilã no principal horário da emissora. Durante mais de um semestre, terá um dos maiores personagens da TV, em uma produção com grandes atrizes, como Fernanda Montenegro e Gloria Pires. Ela será apaixonada pelo personagem que seria de Reymond, agora a ser defendido por Rafael Cardoso.

    Grazi e Reymond foram durante sete anos um casal dos sonhos da televisão brasileira. Eles se separaram em 2014, após rumores de que o galã teria se envolvido com Isis Valverde durante as gravações da minissérie Amores Roubados. Eles têm uma filha e nunca mais apareceram juntos desde a rumorosa separação.

    Ainda sem nome definitivo, a novela de Walcyr Carrasco substituirá A Força do Querer, de Glória Perez, que estreia daqui a três semanas. Trará paisagens inéditas para a faixa das 21h da Globo: será ambientada em Palmas e no Jalapão, região de Tocantins conhecida pela mistura de paisagens áridas com dunas e rios de águas cristalinas.

    A produção será um melodrama clássico, com personagens urbanos e rurais envolvidos na disputa da posse de uma mina de esmeraldas. A Globo já terminou a fase de pesquisas de locações e já planeja as gravações, que acontecerão no Tocantins e nos estúdios do Rio de Janeiro. A direção geral será de Mauro Mendonça Filho.

    Na trama, a personagem de Grazi Massafera irá rivalizar com a de Bianca Bin, a mocinha, neta de Lima Duarte, dono de um bar de beira de estrada no Jalapão.

    Além de Grazi, Bianca, Rafael Cardoso, Fernanda Montenegro, Gloria Pires e Lima Duarte, já estão confirmados na novela Marieta Severo, Sergio Guizé, Juliano Cazarré, Nathalia Thimberg, Thiago Fragoso, Luis Melo, Marcelo Novaes, Juca de Oliveira, Eliane Giardini, Caio Paduan, Arthur Aguiar, Erika Januzza, Eriberto Leão, Flávio Tolezani e Juliana Caldas.

    Fonte: Notícias da TV 

  • Jovem do Tocantins é eleita a 'gordinha mais bonita' do norte do país

    CONCURSO - 13.03.17 11h11

    A moradora de Palmas Thays Teles Guimarães, de 29 anos, foi eleita a Miss Norte Plus Size 2017. O título foi conquistado no concurso Miss Brasil Plus Size, em São Paulo. Com a autoestima nas alturas, ela contou ao G1 que já sofreu preconceito e que não aceitava o corpo. Além isso, disse que já fez dietas malucas e tomou remédios de tarja preta para conseguir o "corpo perfeito". Agora, nas próprias palavras da jovem, ela é a "gordinha mais linda do norte do país".

    O concurso foi realizado na última sexta-feira (10). Thays não conquistou o título de Miss Brasil, mas está voltando para casa com o sorrido de orelha a orelha, até porque a faixa de Miss Norte Plus Size 2017 é uma vitória para ela. Além de uma conquista pessoal, ela diz que o título é também uma forma de promover o Tocantins e de ajudar outras pessoas a também se aceitarem.


    (Foto: Divulgação Facebook)

    Agora, a jovem pode dizer que está bem consigo mesma. Mas no passado, Thays sofreu preconceitos e não aceitava o corpo. Na infância, ela conta que não teve problemas. Mas na adolescência, os conflitos começaram.


    (Reprodução Facebook)

    "Não me aceitava. As minhas amigas chamavam mais atenção do que eu. Comecei a não enxergar a beleza em mim".

    Mas foi antes do casamento, em 2013, que ela sentiu na pele os efeitos do preconceito. "Quando fui casar, não tive a oportunidade de ter o vestido dos sonhos. Quando eu chegava nas lojas, falavam que não tinha roupa do meu tamanho. Sofri muito. Tomava remédio tarja preta, fazia dietas malucas, não me sentia bonita", contou ela.

    Thays venceu com a ajuda do marido. "Ele abriu minha cabeça, porque me sentia muito insegura. Foi ele também que me incentivou a fazer a inscrição para o concurso".


    (Reprodução Facebook)

    Ano passado, a jovem que é gestora em marketing, começou a procurar na internet iniciativas que valorizavam a moda plus size. "Foi então que soube do concurso, entrei em contato com a produção e perguntei porque não tinha nenhuma representante tocantinense. Eles pediram para eu mandar fotos e, depois de uma avaliação, fui convidada a participar", comemora.

    Sem conhecimento técnico e com muita coragem, Thays foi e representou bem o Tocantins. O final foi surpreendente para ela. Se antes ela não se aceitava, hoje tem orgulho da história e da beleza que tem.


    (Fotos: Arquivo Pessoal)


    Fonte: G1/TO

  • Jalapão recebeu mais turistas do que em todo o mês de fevereiro do ano passado

    NO CARNAVAL - 11.03.17 10h44

    A turista Raphaela Dutra e seu marido Márcio Felipe Santiago vieram do Distrito Federal para conhecer o Jalapão pela primeira vez e querem repetir a experiência.

    A cada ano cresce o número de brasileiros e estrangeiros que se aventuram rumo ao Tocantins para conhecer os encantos do Jalapão. Cerca de 1.300 turistas optaram por conhecer os atrativos exuberantes que o Jalapão oferece ao invés da folia de carnaval das cidades. Os dados sobre o perfil dos turistas, bem como do fluxo turístico foram levantados entre os dias 23 de fevereiro e 1º de março pela administração do Parque Estadual do Jalapão e pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Turismo e Cultura (Seden), por meio da Gerência de Pesquisas e Informações Turísticas.

    Durante todo o mês de fevereiro de 2016, um total de 1.258 turistas visitou o Jalapão. Só no período do Carnaval de 2017, cerca de 1.300 turistas visitaram o lugar, mostrando um salto exponencial no número de visitantes que procuraram a região.

    Segundo o diretor de Planejamento e Projetos Estratégicos, Marcos Miranda, a partir das pesquisas e dos dados coletados é possível observar que o turismo no Jalapão tem crescido a cada ano. “São perceptíveis a dinamização e o desenvolvimento da economia local, com a fixação de novos empreendimentos turísticos na região”, afirma. O diretor também destaca que, atualmente, a Seden, em parceria com o Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), está concluindo a elaboração de um projeto de apoio à estruturação dos atrativos turísticos naturais do Jalapão, bem como o desenvolvimento de atividades de ordenamento das agências e operadores de turismo que atuam na região.

    Além da natureza singular, o Jalapão também é destino certo para os apaixonados pelo ecoturismo e pelo turismo de aventura.

    Perfil do turista no carnaval 2017

    A maioria dos turistas que visitaram o Jalapão é oriunda do estado de São Paulo (37%). Em segundo lugar, estão os turistas do Tocantins (22,2%), seguidos dos do Distrito Federal (12,3%). Em média, eles permaneceram de quatro a cinco dias, conhecendo os pontos turísticos do lugar. Apesar da maioria do público ter sido de brasileiros, a região também recebeu turistas da Alemanha, da Austrália, da Inglaterra e dos Estados Unidos. Do total de visitantes no período, 62,3% ficaram sabendo da região pela internet e 28,6% por meio de indicação de amigos que já tinham conhecido o local.

    Quanto ao modo de viagem escolhido, 51,4% viajaram por meio de agências, enquanto 48,6% preferiram viajar por conta própria. Além disso, 47,4% do total de visitantes contrataram o serviço de um guia de turismo. Em relação aos turistas que vieram por meio de agência, a maioria tem como origem o estado de São Paulo. Outros dados relevantes sobre o perfil do turista que escolhe a comodidade de um serviço especializado para planejar sua viagem, é que 43,2% do total de turistas que viajaram por meio de agência são casais, enquanto 37,8% viajaram em companhia dos amigos e 12,5% na companhia dos filhos. Os principais meios de hospedagem utilizados por esse público foram pousadas e hotéis (68,4%) - um modo mais confortável de aproveitar a viagem; o camping foi a alternativa de hospedagem de 23,7% dos visitantes. Quanto aos que preferiram ir ao Jalapão sem a contratação de agência (por conta própria), foi possível identificar que a maioria é do Tocantins (32,6%). O segundo maior público nesta modalidade foi o de pessoas oriundas de São Paulo (23,3%). Ao contrário do perfil do público que optou por viajar com pacotes de agências, 59,5%% do total de turistas que viajaram por conta própria tiveram como companhia os amigos, 16,7% na companhia de parentes, ao mesmo tempo em que apenas 16,7% eram casais e 10% viajaram na companhia dos filhos. Os tipos de hospedagem mais utilizados por esses visitantes foram pousadas e hotéis (47,6%), seguidos de camping (33,3%).

    Primeira vez no Jalapão

    A turista Raphaela Dutra e seu marido Márcio Felipe Santiago vieram do Distrito Federal para conhecer o Jalapão e escolheram o feriado de carnaval por preferirem um roteiro que oferecesse mais sossego, além da oportunidade de conhecerem atrativos naturais espetaculares que só existem na região. “Viajamos atrás das belezas naturais que o Jalapão possui, com foco maior nos fervedouros, pois é algo que encontramos somente na região. A experiência foi maravilhosa e as belezas naturais são inexplicáveis”, ressalta Raphaela.

    O casal preferiu fazer a viagem por conta própria ao invés de contratar uma agência e ficou sabendo do Jalapão por meio das redes sociais. A turista conta que a Cachoeira do Formiga foi o atrativo que mais a impressionou e que pretende voltar em breve: “É uma das coisas mais lindas que eu já vi, fora a temperatura da água... E o fervedouro, que é algo inimaginável, um verdadeiro tesouro. Com certeza vou recomendar o Jalapão para que outras pessoas conheçam”, afirmou. 

    Fonte: Secom

  • Pela segunda vez prefeito decide não realizar Carnaval em Araguaína

    ANÚNCIO OFICIAL - 20.02.17 19h17

    Recurso de R$ 500 mil será destinado ao equipamento e manutenção da instituição durante um ano.

    Pela segunda vez consecutiva, o prefeito Ronaldo Dimas decide não realizar Carnaval em Araguaína. O anúncio foi feito durante uma coletva de imprensa que aconteceu nesta tarde no terminal rodoviário da cidade. Ano passado, o prefeito não organizou a comemoração na cidade e investiu os recursos destinados para a festa na reforma da Rodoviária que ainda está em andamento. 

    Dessa vez, o recurso que poderia ser gasto com Carnaval será destinado para a aquisição de equipamentos e manutenção da Escola de Artes de Araguaína (Reciclarte). Segundo o prefeito, o valor de R$ 500 mil garantirá o funcionamento da escola por um ano.

    Esses recursos serão aplicados prioritariamente em equipamentos, instrumentos musicais, toda a gama de necessidades para as aulas de teatro, dança, e demais equipamentos como ar-condicionado e coisas dessa natureza”, finalizou o prefeito.

    Localizada à Rua Sabiá, Setor Maracanã, a Reciclarte conta com um galpão (auditório), três salas, sala administrativa, cozinha, banheiros, área de lazer e jardim, podendo ser posteriormente ampliada de acordo com a demanda.

    “Esse prédio foi construído com um recurso do Ministério das Cidades para a implantação de uma unidade de reciclagem. Essa unidade estaria em um lugar totalmente inadequado, isso veio da gestão anterior, pois não é possível instalar uma unidade de reciclagem dentro de um bairro residencial, ao lado de um posto de saúde”, explicou Ronaldo Dimas.

    Funcionamento

    As inscrições serão abertas na segunda quinzena de março e o início das atividades será no início de abril. Inicialmente, serão ofertadas 600 vagas para pessoas com idade mínima de seis anos, priorizando o atendimento aos trabalhadores da reciclagem (catadores de lixo) e suas famílias. As outras serão abertas aos estudantes da rede pública municipal e à comunidade em geral.

    Com atividades nos três turnos, a instituição ofertará cursos de reciclagem, teatro, dança, música (teoria e prática de canto e instrumentos como teclado, violão, sanfona, flauta, bateria), capoeira, cinema e artes plásticas.

    Nova Rodoviária

    Na oportunidade, Dimas realizou a entrega do primeiro pavilhão do terminal rodoviário, cuja reconstrução foi custeada, em parte, com recurso da não-realização da festa de Carnaval do ano passado. “Já era uma vontade antiga minha de trabalhar uma escola de artes em Araguaína”, afirmou o prefeito.

    Acompanhado de vereadores e secretários municipais, o prefeito vistoriou todas as instalações da estrutura que agora conta com 15 guichês, salas administrativas, banheiros com acessibilidade, fraldário, sala Vip, duas lojas, três lanchonetes e guarda-volumes. A reconstrução contemplou ainda a troca do calçamento, reforma de todas as instalações elétricas e hidráulicas.

    “É uma das portas de entrada da nossa cidade, e é importante que as pessoas que chegam aqui percebam que Araguaína já mudou e continua mudando”, comentou o presidente da Agência de Segurança Trânsito e Transporte (ASTT), Fábio Astolfi.

     No decorrer desta semana, assim que a concessionária de energia elétrica efetuar as ligações já solicitadas, os comerciantes provisoriamente acomodados no segundo pavilhão serão notificados para efetuar a assinatura de seus respectivos contratos e poderão providenciar a transferência para as novas instalações. Em seguida, as obras do segundo pavilhão serão iniciadas.

    Com informações da Ascom Prefeitura de Araguaína

  • Balé Popular do Tocantins abre seleção para 200 novos participantes

    ARTE - 20.02.17 13h39

    O Balé Popular do Tocantins oferece 200 novas vagas para aulas gratuitas de ballet clássico, jazz, danças urbanas e dança contemporânea. A partir deste semestre, além das aulas no Colégio da Polícia Militar de Palmas, serão ofertadas aulas em mais duas escolas, no Colégio Girassol de Tempo Integral Raquel de Queiroz e na Escola Estadual Vila União.

    Os interessados em participar do processo seletivo devem procurar a Gerência de Cultura da Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), no endereço 103 Sul, Av. LO -01, nº 63, Ed. Jocelino Pinto, Plano Diretor Sul – Em frente ao Hotel Pousada das Artes, ou entrar em contato por telefone no 3218-1401, no período de 20/02 a 03/02, das 13h às 18h.

    Segundo a professora do projeto, Márcia Regina, a seleção irá acontecer no dia 4 de março no Colégio da Polícia Militar de Palmas. “Os alunos interessados participarão de uma aula, em que são avaliados pelos professores para saber se têm aptidão para a dança. É importante lembrar que, as turmas que estamos iniciando, neste ano, são exclusivas para alunos da rede pública estadual, já as turmas remanescentes de 2016, nas quais são disponibilizadas 20 vagas, estão abertas para a comunidade em geral”.

    Podem participar da seleção crianças a partir de 7 anos, desde que cumpram os requisitos do processo seletivo. Crianças e adolescentes, menores de 18 anos, deverão estar acompanhados de seus responsáveis.

  • Associação de ateus tenta impedir realização do "Palmas Capital da Fé"

    NA JUSTIÇA - 15.02.17 09h27

    O juiz Manuel de Faria Reis, da 1ª Vara da Fazenda e Registros Públicos de Palmas, indeferiu no início da tarde desta terça-feira, 14, o pedido de suspensão do Carnaval "Capital da Fé”, feito pela Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos (Atea) em Ação Civil Pública contra a Prefeitura da Capital, organizadora do evento, que será realizado entre os dias 24 e 28. Na decisão, o magistrado afirma que o ato do município para a realização do Capital da Fé "reveste-se de legalidade”.

    Reis ainda criticou a iniciativa da Atea de promover a ação: "Diga-se de passagem, [o evento da prefeitura] tem sido elogiado pela maioria de sua população, notadamente por promover a paz, a tolerância, o respeito, a união familiar, diferentemente dos eventos em época pretérita onde o município patrocinava festas de carnaval com artistas a peso de ouro estimulando, indiretamente, o uso de entorpecentes, drogas, álcool, promiscuidades entre outros funestos efeitos e, segundo consta nesta Comarca, jamais foi proposta qualquer ação nesse sentido, ou seja, de se tentar coibir ou obstaculizar o gasto público com tais eventos”.

    O juiz afirma que “o termo Estado laico vem sendo utilizado no Brasil como fundamento para a insurgência contra a instituição de feriados nacionais para comemorações de datas religiosas, a instituição de monumentos com conotação religiosa em logradouros públicos e contra o uso de símbolos religiosos em repartições públicas". Até mesmo a expressão "sob a proteção de Deus “, observou Reis, constante no preâmbulo da Constituição da República vem sendo alvo de questionamentos.

    Contudo, o magistrado diz que é importante ressaltar que "o conceito de Estado laico não deve se confundir com Estado ateu”. "Tendo em vista que o ateísmo e seus assemelhados também se incluem no direito à liberdade religiosa”, disse na decisão. "Assim sendo, confundir Estado laico com Estado ateu é privilegiar esta crença (ou não crença) em detrimento das demais, o que afronta a Carta Magna.”

    Assim, o juiz defendeu que "muito mais adequado do que chamar a República Federativa do Brasil de Estado laico, seria chamá-la de Estado plurireligioso, que aceita todas as crenças religiosas, sem qualquer discriminação, inclusive a não crença".

    Reis ressaltou que a doutrina afirma que o princípio da maioria, juntamente com os princípios da igualdade e da liberdade, é princípio fundamental da democracia. "Aristóteles já dizia que a democracia é o governo onde domina o número. Nesse diapasão, verifica-se pelas reportagens colacionadas aos autos a maciça aceitação deste evento”, disse o magistrado.

    "Destas considerações, se pode aduzir que, embora o Estado deva dispensar tratamento igualitário a todas as religiões, bem como deixar que funcionem livremente, com base no princípio da maioria, pode optar, quando necessário for”, defendeu Reis. Segundo ele, "o que determina a preferência estatal por determinado credo é a vontade majoritária popular, que não obstante às razões históricas, pode se modificar, mormente como se vê nos tempos atuais em que as seitas evangélicas vêm ganhando força política, importando até mesmo na eleição de representantes”. "Embora o Estado deva respeitar e proteger os não crentes e os crentes de outros cultos, não nos parece adequado que o Estado deva suprimir de seu ofício qualquer alusão a determinado culto religioso, ou deixe de colaborar com este por causa de uma minoria insatisfeita, que tem toda a liberdade, constitucionalmente assegurada, de pregar a sua crença ou não crença, com o fim de conquistar novos adeptos, bem como eleger seus representantes para que defendam seus interesses perante o Estado.”

    O juiz ainda afirmou que a Atea pressupõe com sua ação que "o Município de Palmas ao promover tal evento religioso-evangélico, estaria por certo a aplicar recursos públicos”. "Não obstante, não trouxe qualquer prova nesse sentido que possa corroborar suas alegações”, concluiu Reis.

    Ele ressaltou ainda que o Ministério Público Estadual, em versões anteriores do evento, observou a eventual aplicação de recursos públicos, uma vez que na versão 2016, por meio de sua intervenção, "o Município de Palmas rescindiu a contratação precária de empresa especializada, notadamente fruto da fiscalização Ministerial”.

    Reis ainda disse que "causa estranheza uma associação com sede em São Paulo estender suas preocupações com tão distante Estado da Federação, importando ressaltar que a atuação Ministerial no Tocantins tem sido exemplar em casos tais".

    Fonte: Portal CT

  • Confira as atrações da terceira edição do evento "Palmas capital da fé"

    FERIADO DE CARNAVAL - 02.02.17 11h17

    Padre Fábio de Melo é uma das atrações do Carnaval da Fé.

    O feriado de Carnaval em Palmas vai ser mais uma vez marcado por uma programação religiosa. O "Palmas capital da fé" começará no dia 24 e seguirá até 28 de fevereiro com shows de bandas evangélicas e católicas. Um dos destaques é o cantor gospel Fernandinho. O padre Fábio de Melo também participará do evento pela segunda vez.

    Este é o terceiro ano consecutivo que a prefeitura promove shows cristãos. O evento será realizado na Vila Olímpica, ao lado do estádio Nilton Santos, região sul da capital. A expectativa da prefeitura é receber 180 mil pessoas durante os cinco dias.

    A programação foi anunciada na manhã desta quinta-feira (2). Segundo o município, ao todo serão 26 atrações musicais. Participam do evento as bandas católicas Rosa de Sarom, Adoração e Vida e a cantora Adriana Arydes.

    Também sobem ao palco os cantores gospel: pregador Luo, Thiago Makie, Priscilla Ancântara, Anderson Freire, André e Felipe e a banda Preto no Branco.

    Fonte: G1/TO

Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo