Publicidade
Publicidade
Publicidade
:
Qui
21/06/18

Facebook pode banir empresas que fazem propaganda enganosa na rede

12/06/2018 16h08 | Atualizado em: 12/06/2018 16h13
Texto:
Gostou?
  • (0)
  • (0)
Compartilhe:
Divulgação

A rede social de Mark Zuckerberg acaba de revelar uma nova medida para melhorar a qualidade dos anúncios na plataforma. A ideia é penalizar empresas cujas páginas deturpem as informações dos produtos que estão vendendo, fazendo aquela fatídica propaganda enganosa aos usuários.

Quem fornece informações dúbias e até mesmo falsas, além de fornecer tempos de envio do produto imprecisos, está na mira do banimento. O Facebook fez uma pesquisa e descobriu que essas são as duas maiores frustrações dos usuários em relação a produtos que compraram a partir de anúncios na rede social.

Então, uma nova ferramenta, que foi lançada nesta terça (12) em todo o mundo, permite que as pessoas avaliem as empresas das quais compraram itens. Se uma empresa receber muito feedback negativo, o Facebook informará a tal empresa, com sugestões de como melhorar seus anúncios. Caso as avaliações negativas persistam, a rede social tomará medidas contra a empresa, o que inclui a redução do número de anúncios permitido para ela e, caso a companhia siga insistindo em fazer propaganda enganosa, ela pode ser proibida de continuar seu negócio pelo Facebook.

Então, nós, usuários da plataforma, já podemos avaliar as empresas por conta de seus produtos anunciados no Facebook. Basta abrir a página Atividade de Anúncios para conferir os anúncios em que você clicou, deixando um feedback com a sua experiência.
 


Acompanhe nossas atualizações em tempo real:

Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter Compartilhe via E-mail
Texto:
Gostou?
  • (0)
  • (0)
Compartilhe:

?Os comentários aqui postados são de inteira responsabilidade de seus autores, não havendo nenhum vínculo de opinião com a Redação da equipe do Portal O Norte?

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Tem uma reportagem, fotos, vídeos, histórias ou curiosidades?

Mande para nossa redação. Seja você o REPÓRTER.