Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Entretenimento

Confira destinos alternativos para fugir da folia do Carnaval no Tocantins

28/02/2019 09h32 | Atualizado em: 28/02/2019 13h06

Divulgação
O Jalapão é o destino queridinho dos turistas que buscam contato com a natureza durante o período do carnaval

O Tocantins tem uma diversidade de opções para quem deseja curtir o período de carnaval. O estado conta com festas tradicionais, folias de rua, blocos e também uma rica beleza natural.

Quando o viajante opta por aproveitar e curtir os atrativos turísticos do estado, toda uma cadeia produtiva sai beneficiada, pois o fomento do turismo gera oportunidades, empregos e fomenta a renda das comunidades locais.

Se você deseja aproveitar o período da folia de momo para descansar longe da agitação pode se programar para conhecer lugares paradisíacos como o Jalapão, as Serras Gerais, o Cantão, o Vale dos Grandes Rios e Serras e Lagos. Abaixo listamos dicas para ajudar você a montar o seu roteiro.

Serras e Lagos

A Serra do Lajeado e um imenso lago, com até 8 km entre suas margens, envolvem um grupo de sete cidades. Somando aos seus cenários urbanos, há opção de praias de água doce, lazer náutico, banho de cachoeiras, rapel, trilhas e muitos mais, sendo a serra uma área de reserva ambiental (Parque Estadual do Lajeado).

Compõem a região Brejinho de Nazaré, Ipueiras, Lajeado, Palmas, Monte do Carmo, Paraíso do Tocantins e Porto Nacional. Conhecer a região de Serras e Lagos é uma oportunidade de desfrutar de variados segmentos do turismo, incluindo ecoturismo e aventura, negócios e eventos, sol e praia, esportes náuticos, religioso, histórico-cultural, bem como a pesca esportiva.


É na região das Serras Gerais que fica o rio Azuis, considerado
o menor rio do Tocantins e o terceiro menor do mundo

Vale dos Grandes Rios

O Vale dos Grandes Rios abriga cidades no norte, numa região entre os rios Araguaia e Tocantins, banhada pelos afluentes do Araguaia. Um dos municípios que compõem a região, Filadélfia, tem um passado glorioso, pois integrou a importante rota fluvial que ligava Goiás ao Norte do Brasil. No local, é possível usufruir das praias do Rio Tocantins e do Monumento das Árvores Fossilizadas, um raro patrimônio científico mundial. Já Xambioá, ficou famosa pelos conflitos entre guerrilheiros e militares. Hoje, aposta no ecoturismo baseado nas corredeiras e praias de rio.

Além de Filadélfia e Xambioá, compõem a região os municípios de Araguaína, Babaçulândia, Itacajá, Pau D’Arco e Wanderlândia.

Cantão

O Cantão é uma unidade de proteção integral onde estão presentes três grandes rios, mais de 800 lagoas e onde há o encontro de três ecossistemas: Floresta Amazônica, Pantanal e Cerrado, formando um lugar sem igual em termos de biodiversidade.

As trilhas aquáticas e terrestres e a observação de pássaros e raras espécies de animais e plantas tornam a região muito propícia ao turismo ecológico e a pesca esportiva. Compõem a região os municípios de Araguacema, Caseara e Pium.

Serras Gerais

Na região das Serras Gerais, os principais atrativos são as montanhas esculpidas pela ação das águas e dos ventos, detalhadas por cânions, mirantes, grutas, cavernas, cachoeiras e rios, ora mansos ora revoltos, apropriados às emoções do rafting. Tudo isso cercado por uma vegetação exótica.

É na região das Serras Gerais que fica o Rio Azuis, considerado o menor rio do Tocantins e o terceiro menor do mundo. Com apenas 147 metros de comprimento, o Azuis fica no povoado de mesmo nome, na cidade de Aurora do Tocantins.

Em meio a fauna, a flora e outras belezas naturais, o visitante pode apreciar também os centros históricos de Natividade, Dianópolis e Arraias, que em suas ruas estreitas e muros de pedras construídos por escravos guardam memórias da história do Tocantins.

Os municípios que compõem a região são Almas, Arraias, Aurora do Tocantins, Dianópolis, Natividade, Paranã, Rio da Conceição e Taguatinga.


Conhecer a região Serras e Lago é uma oportunidade
de desfrutar de variados segmentos do turismo


Jalapão

Um dos principais roteiros para quem pratica o ecoturismo e o turismo de aventura, o Jalapão é um lugar de descobertas surpreendentes. Em plena mata de transição entre o cerrado e a caatinga, onde predomina uma vegetação rasteira similar às savanas, surgem cachoeiras, rios de águas cristalinas, corredeiras, grandes chapadas e formações rochosas de cores e formas variadas.

Neste cenário, destacam-se dunas de areias douradas, com até 30 metros de altura, o que levou o lugar a ser chamado de deserto do Jalapão. Seria um deserto, se a região não fosse também um paraíso das águas e um lugar onde a presença de flores e animais exóticos salta aos olhos. Um convite à contemplação e à aventura.

Dentre os principais atrativos do Parque do Jalapão estão a Cachoeira da Velha, a Cachoeira da Formiga, as dunas, o Fervedouro, o Povoado Mumbuca, a Prainha da Cachoeira Velha, a Serra do Espírito Santo, o Rio Novo e a prática de rafting.

Os municípios de Mateiros, Novo Acordo, Ponte Alta do Tocantins e São Félix do Tocantins compõem a região, que é uma unidade de conservação ambiental do Tocantins e tem temperatura média de 30º C.

Para conferir mais detalhes sobre os destinos citados basta acessar o site: www.turismo.to.gov.br.

Compartilhe

Os comentários aqui postados são de inteira responsabilidade de seus autores, não havendo nenhum vínculo de opinião com a Redação da equipe do Portal O Norte

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Facebook

Twitter

Vc é o Repórter

Tem uma reportagem, fotos, vídeos, histórias ou curiosidades?

Mande para nossa redação. Seja você o REPÓRTER.