Publicidade
Publicidade
:
Sex
20/04/18
Araguaína

Pancadas de Chuva

33º 22º

Estado prorroga contrato do Plansaúde com Unimed

12/01/2018 11h25 | Atualizado em: 12/01/2018 11h35
Texto:
Gostou?
  • (0)
  • (0)
Compartilhe:
Washington Luiz/Governo do Tocantins
O secretário Geferson Barros explicou que o Governo negociou com a Unimed Centro-Oeste para que o contrato, que se encerraria nesta sexta-feira, 12, fosse prorrogado até o dia 31 de janeiro.

Com o objetivo de garantir o atendimento a todos os usuários do Plansaúde, evitando assim a interrupção dos atendimentos, o Governo do Tocantins prorrogou o contrato com a Unimed Centro-Oeste, atual operadora do plano, até o próximo dia 31 de janeiro.

De acordo com o secretário de Estado da Administração, Geferson Barros, a causa que motivou o Governo a tomar tal medida foi a necessidade de concluir trâmites administrativos no processo licitatório para contratação de uma nova empresa que vai ajudar o Estado na operacionalizar do Plansaúde. “A Comissão Permanente de Licitação ainda não concluiu a análise dos recursos e solicitou oficialmente uma manifestação da Secretaria de Estado da Administração [Secad] e da Procuradoria Geral do Estado [PGE]. Com isso, o prazo para conclusão deve alongar o processo licitatório em até 15 dias”, explicou.

Conforme o secretário Geferson Barros, com base nesse alongamento pela definição da nova empresa, o Governo negociou com a Unimed Centro-Oeste para que o contrato, que se encerraria nesta sexta-feira, 12, fosse prorrogado até o dia 31 de janeiro. “A Unimed Centro-Oeste aceitou nossa solicitação e com isso não haverá interrupção no atendimento aos usuários do Plansaúde. Nós já fizemos a comunicação aos prestadores de serviço e eles também afirmaram que é o melhor a se fazer neste momento”, garantiu.

A licitação prevê a contratação de uma nova empresa que vai ajudar o Governo na operacionalização do Plansaúde, mas com uma série de novas obrigações contratuais, entre elas o repasse de toda a tecnologia de gestão para o plano em até 12 meses, o que pode ajudar num processo de estatização do plano a curto prazo pelo Estado. “A intenção do Governo com a nova gestão é a redução do custo. Havendo a redução do custo a gente vai ter mais condições de remunerar melhor os hospitais e melhorar também os valores de honorários para os médicos. O que vai melhorar é a nossa gestão e o nosso atendimento. Com isso, haverá melhoria no serviço aos usuários”, concluiu Geferson Barros.

Acompanhe nossas atualizações em tempo real:

Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter Compartilhe via E-mail
Texto:
Gostou?
  • (0)
  • (0)
Compartilhe:

“Os comentários aqui postados são de inteira responsabilidade de seus autores, não havendo nenhum vínculo de opinião com a Redação da equipe do Portal O Norte”

Publicidade

Tem uma reportagem, fotos, vídeos, histórias ou curiosidades?

Mande para nossa redação. Seja você o REPÓRTER.