Publicidade
Publicidade
Publicidade
:
Seg
20/11/17
Araguaína

Poss. de Panc. de Chuva a Tarde

32º 24º

Paciente é ser transportado em ambulância carregada de mercadorias

05/09/2017 11h19 | Atualizado em: 06/09/2017 08h30
Texto:
Gostou?
  • (1)
  • (1)
Compartilhe:
Divulgação Arquivo Pessoal

Um morador do município de Arapoema no Tocantins manifestou revolta e decepção com a atual gestão do município em relação à saúde pública depois de passar por uma situação constrangedora. Ele fez isso através de um vídeo que postou em seu perfil no Facebook na noite de ontem (04).

Edimar Alvino tem 40 anos, casado é pdreiro e sofre com hanseníase nos nervos. Ele faz tratamento há mais de um ano em Araguaína para onde precisa viajar constantemente. Para isso, ele precisa do apoio do município de Arapoema, que tem como prefeita, a professora Lú Parizi (PSD).

Ontem, o morador postou um vídeo para mostrar como ele foi encaminhado a última vez para tratamento na cidade, quando o município disponibilizou uma ambulância para levar o paciente. Alvino divulgou o descaso na forma em que foi transportado.

Dentro da ambulância que Alvino viajava, ele precisou dividir espaço com um amontoado de caixas e algumas delas ocupavam inclusive, parte da maca em que o cidadão deveria estar sendo levado.

Diante da situação, Alvino gravou um vídeo para mostrar como ele estava sendo tratado pelo município: “Fui muito humilhado hoje, pois se estou nessa jornada e porque necessito de tratamento e não ser tratado dessa forma...isso não se faz com nenhum ser humano” e completou “ambulância ficou pra carregar paciente e não um monte de caixa como fizeram comigo!”, reclamou.

A publicação rendeu vários comentários de pessoas que se manifestaram indignadas e surpresas com a situação. Em um dos comentários um internauta disse ter achado que Alvino estava sendo transportado dentro de um carro de entregas dos Correios.

Em entrevista ao Portal O Norte, o paciente relatou que depois que publicou a reclamação na rede social, a Secretária Municipal de Saúde, Letícia Silva, entrou em contato com ele através do WhatsApp e insinuou que o paciente por conta da postagem estaria atrapalhando o bom andamento de seu trabalho como gestora da pasta. Embora o veículo não seja o adequado, a Secretária ainda tentou justificar a situação alegando que o material que estava sendo transportado junto com ele na ambulância eram medicamentos para a população. 

Edimar Alvino foi candidato a vereador nas últimas eleições fazia oposição à èntão candidata Lú Parizi, que venceu as eleições para prefeita no município. 

O Portal O Norte tentou contato com a gestora para tratar sobre o assunto, mas até o fechamento desta matéria não houve nenhuma resposta sobre o caso.


 

Acompanhe nossas atualizações em tempo real:

Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter Compartilhe via E-mail
Texto:
Gostou?
  • (1)
  • (1)
Compartilhe:

“Os comentários aqui postados são de inteira responsabilidade de seus autores, não havendo nenhum vínculo de opinião com a Redação da equipe do Portal O Norte”