Publicidade
Publicidade
Publicidade
:
Ter
22/07/14
Araguaína

Parcialmente Nublado

34º 17º

Malha rodoviária chega a 5,6 mil km de estradas asfaltadas

30/04/2013 09h58 | Atualizado em: 30/04/2013 10h06
Texto:
Gostou?
  • (0)
  • (1)
Compartilhe:
Divulgação

Aos 25 anos de criação, o Tocantins registra grandes mudanças em índices que antes eram considerados críticos para a região separada do Norte de Goiás. Números como alfabetização, infraestrutura viária e produção agrícola impulsionam o Estado a patamares de destaque no cenário nacional.

Durante a entrega do trecho de 55 km da rodovia TO-130, que liga os municípios de Ponte Alta do Tocantins e Pindorama, na última sexta-feira, 26, o secretário de Estado de Relações Institucionais, Eduardo Siqueira Campos, fez um balanço dos principais pontos de desenvolvimento da região e as soluções que o Governo do Estado está tomando para os gargalos econômicos do Tocantins. De acordo com ele, os números apontam para uma realidade que vem melhorando em um quarto de século.

Em 1988, um ano antes da divisão, o Norte de Goiás tinha apenas 212 km de rodovias asfaltadas. Após 25 anos de investimentos, a malha rodoviária estadual conta com 5.643,63 km de rodovias pavimentadas, divididos em 151 trechos. Isto representa um aumento de 2.562% no número de estradas asfalatadas. Somadas às rodovvias não pavimentadas, o Tocantins conta hoje com 13.530,21 km de rodovias. Apenas na atual gestão, já foram inaugurados 214,04 km de novas estradas pavimentadas. Outros 230,74 km de estradas estão prontas para inauguração. Além disso, hoje encontram-se em construção 621,15 km de rodovias.

Com uma meta de construir mais de 1,3 mil Km de rodovias, o Estado visa potencializar o escoamento da produção, além de facilitar a vida e o acesso da população a benefícios vindos dos Governos Estadual e Federal. Desta forma, Eduardo salientou que a capa negra de asfalto aplicado nas rodovias vem sendo um dos fatores de integração de todas as regiões do Tocantins. “A nossa região mais isolada hoje, é uma das que mais recebe recursos de estradas e infraestrutura. A população de Pindorama, por exemplo, não teria oportunidade de receber os benefícios como essas escolas de tempo integral, de integração econômica e de um projeto de desenvolvimento se não fizermos as estradas”, explicou.

Produção

Outro foco de desenvolvimento do Estado, os investimentos em projetos de irrigação e aquicultura vem apresentando resultados positivos no Tocantins, elevando os índices de produção e beneficiando grandes e pequenos produtores.

O potencial produtivo de soja e carne bovina do Tocantins já são conhecidos. Com incrementos na linha de irrigação, promovidos pelo Programa e Desenvolvimento do Sudoeste do Estado (Prodoeste), o Tocantins deverá se destacar na produção de arroz, um dos alimentos mais comuns na mesa do brasileiro. “Hoje nós produzimos 400 mil toneladas/ano. Mas com os incentivos, temos potencial para atingir 2,5 milhões de toneladas/ano, chegando a 20% da produção de arroz no, somente naquela região”, completou.

A safra de grãos 2012/2013 no Tocantins será novamente de número recorde, com previsão de mais de 2,6 milhões de toneladas. Somente a soja, que representará mais de 50% da produção, será responsável por uma produção de 1,652 milhão de toneladas.  (Fonte: ATN)

Acompanhe nossas atualizações em tempo real:

Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter Compartilhe via E-mail
Texto:
Gostou?
  • (0)
  • (1)
Compartilhe:

“Os comentários aqui postados são de inteira responsabilidade de seus autores, não havendo nenhum vínculo de opinião com a Redação da equipe do Portal O Norte”

Publicidade
Publicidade

Tem uma reportagem, fotos, vídeos, histórias ou curiosidades?

Mande para nossa redação. Seja você o REPÓRTER.