Publicidade
Publicidade
:
Sáb
23/09/17
Araguaína

Possibilidade de Chuva

36º 19º

Mãe é presa por torturar o filho de sete anos de idade

11/09/2017 13h45 | Atualizado em: 12/09/2017 09h11
Texto:
Gostou?
  • (6)
  • (0)
Compartilhe:
Divulgação Rotam

Uma mulher de 31 anos foi presa por torturar o próprio filho de sete anos de idade. O caso aconteceu no município de Senador Canedo (GO). Depois das agressões, a mulher gravou um vídeo mostrando os hematomas e em seguida enviou ao pai da criança que mora em Araguaína.

Luana Batista dos Santos foi presa por uma equipe das Rondas Ostensivas Táticas Metropolitana (Rotam). À polícia, ela alegou que bateu no menino com uma corda porque ele estava muito teimoso.

No vídeo que está circulando nas redes sociais, a mulher mostra o menino cheio de marcas e hematomas pelas costas, peito, mãos e pescoço e mandando ele implorar ao pai que o leve embora. Ele ainda o obriga a morder um bicho de pelúcia que ele teria supostamente estragado.

Além do vídeo a mulher também enviou áudios para o pai do menino relatando as agressões, dizendo que não tinha medo de ser presa por ter espancado o filho e ainda diz: “eu não aguento mais esse menino!”.


Segundo apurou a polícia, a mãe do menino é diarista e há 11 meses vive em união estável com outro companheiro em uma casa onde moram mais oito pessoas.

Luana foi autuada pelo crime inafiançável de tortura e pode pegar até oito anos de prisão. Depois da prisão da mãe o filho foi entregue ao Conselho Tutelar e se encontra em um abrigo.

De acordo com a polícia, Fábio dos Santos, pai da criança, já está à caminho de Senador Canedo.

 

Acompanhe nossas atualizações em tempo real:

Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter Compartilhe via E-mail
Texto:
Gostou?
  • (6)
  • (0)
Compartilhe:

“Os comentários aqui postados são de inteira responsabilidade de seus autores, não havendo nenhum vínculo de opinião com a Redação da equipe do Portal O Norte”

Tem uma reportagem, fotos, vídeos, histórias ou curiosidades?

Mande para nossa redação. Seja você o REPÓRTER.