Publicidade
Publicidade
:
Ter
20/02/18
Araguaína

Nublado e Pancadas de Chuva

26º 23º

TJ nega liberdade a repórter preso e defesa recorre ao STJ

12/02/2018 20h39 | Atualizado em: 13/02/2018 17h15
Texto:
Gostou?
  • (0)
  • (0)
Compartilhe:
Divulgação

O Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO) negou o pedido de Habeas Corpus (HC) impetrado nesta segunda-feira (12), pelo advogado de defesa do repórter, Elder Silva, suspeito de avisar um primo apontado pela polícia como traficante, sobre uma operação policial de combate ao tráfico de drogas em Araguaína.

O criminalista Wendel Oliveira assumiu a defesa do repórter de Araguaína, que está preso desde a última sexta-feira (09). Em entrevista ao Portal O Norte, Oliveira argumentou que “a decisão de manter o repórter preso causou espanto visto que não existe qualquer motivação idônea ou dado concreto capaz de ensejar a prisão preventiva de Elder".

Diante do pedido negado pelo TJTO através do juiz, Luís Otávio de Queiroz Fraz em substituição à Desembargadora Etelvina Maria Sampaio Felipe, conforme adiantou ao site, o advogado entrou imediatamente com o pedido de liberdade no Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Entre os argumentos, Wendel Oliveira destacou que seu cliente é réu primário, trabalhador, homem de família, tem residência fixa e que tal situação “foi um fato isolado em sua vida”.

Entenda o caso

O repórter foi preso na última sexta-feira (09), depois que a Polícia Civil encontrou áudios enviados do seu celular para um primo que é alvo de investigação policial por envolvimento com tráfico de drogas. Na mensagem, Elder informava que Eldinei seria preso pela polícia.

Eldinei Lopes da Silva, primo de Elder, foi preso em flagrante e teve o celular apreendido pela polícia, no aparelho do suspeito os agentes encontraram as evidências contra o repórter.

A informação

Se apresentando como repórter, Elder compareceu na delegacia pedindo informações sobre duas prisões que ocorreram pela manhã, explicando que produziria uma reportagem sobre o assunto. Na delegacia, ele ficou sabendo de uma operação que teria como alvo o seu primo e quando a equipe policial saiu para cumprir a ação, o repórter teria enviado um áudio ao primo para alertá-lo.

A Polícia chegou na casa de Edinei e durante revista encontrou drogas, armas e equipamentos para monitorar a movimentação da polícia na rua. Quando o áudio de Elder chegou no celular do primo o aparelho já estava com a polícia. Diante do flagrante, os agentes foram até a casa do repórter onde ele foi detido e encaminhado para a Delegacia de Plantão.

O trabalho mais recente de Elder Silva foi na TV Band de Araguaína, mas segundo informações ele já não prestava mais serviços para a emissora.

Acompanhe nossas atualizações em tempo real:

Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter Compartilhe via E-mail
Texto:
Gostou?
  • (0)
  • (0)
Compartilhe:

“Os comentários aqui postados são de inteira responsabilidade de seus autores, não havendo nenhum vínculo de opinião com a Redação da equipe do Portal O Norte”

Publicidade

Tem uma reportagem, fotos, vídeos, histórias ou curiosidades?

Mande para nossa redação. Seja você o REPÓRTER.