Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Plantão 190

Dona de hotel em Araguaína é suspeita de ser "servidora fantasma" no Estado

06/12/2018 11h18 | Atualizado em: 06/12/2018 15h40

Divulgação

Um empresária de Araguaína é alvo de investigação da Polícia Civil. Kátia Borba Neves, proprietária do Hotel Relicário em Araguaína, é suspeita de ser “servidora fantasma” do Governo do Estado.

A operação denominada Caterse, acontece nesta manhã na cidade, onde policiais cumprem mandados de busca e apreensão no hotel e também na residência da investigada. Segundo informações da polícia, documentos encontrados no local comprovam o crime.

A delegada responsável pelo caso é Ana Maria Varjal e conforme apurado, Kátia estaria lotada há 28 meses na Secretaria-Geral do Governo e recebia sem prestar serviços ao Estado. Ainda segundo a polícia, os prejuízos causados aos cofres públicos neste caso somariam aproximadamente R$ 250 mil reais. 

A empresária não foi localizada nem em casa nem no hotel. Ainda conforme a polícia, outras pessoas são investigadas por envolvimento no esquema. 

Compartilhe

Os comentários aqui postados são de inteira responsabilidade de seus autores, não havendo nenhum vínculo de opinião com a Redação da equipe do Portal O Norte

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Facebook

Vc é o Repórter

Tem uma reportagem, fotos, vídeos, histórias ou curiosidades?

Mande para nossa redação. Seja você o REPÓRTER.