Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Política

Suspeito de corrupção, prefeito de Augustinópolis tem mandato cassado

14/03/2019 12h27 | Atualizado em: 14/03/2019 12h46

Foto: Douglas Gomes/PRB
Júlio Oliveira ainda pode recorrer da decisão.

O perfeito de Augustinópolis, Júlio da Silva Oliveira (PRB), teve seu mandato cassado pela Câmara de Vereadores. O pedido de cassação foi aprovado por unanimidade. 

Oliveira é suspeito de pagar propina para vereadores aprovarem projetos apresentados pela sua gestão. O processo de cassação começou após a "Operação Perfídia", da Polícia Civil que resultou no afastamento do cargo e ainda na prisão de 10 dos 11 vereadores da Casa de Leis. Eles foram substituídos por suplentes que votaram favorável à cassação do gestor municipal. 

Júlio Oliveira não compareceu à sessão mas foi representado pelo advogado, Francisco Antônio de Lima. Com o afastamento do gestor, a prefeitura ficará sob o comando do vice-prefeito, Vanderlei Arruda.

Os vereadores afastados respondem ao processo em liberdade, exceto José Queiroz dos Santos (PSB), que continua preso porque ficou foragido durante os primeiros dias da operação policial. 

O prefeito afastado poderá recorrer da decisão. 

Compartilhe

Os comentários aqui postados são de inteira responsabilidade de seus autores, não havendo nenhum vínculo de opinião com a Redação da equipe do Portal O Norte

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Facebook

Twitter

Vc é o Repórter

Tem uma reportagem, fotos, vídeos, histórias ou curiosidades?

Mande para nossa redação. Seja você o REPÓRTER.