Publicidade
Publicidade
Publicidade
:
Qua
28/06/17
Araguaína

Parcialmente Nublado

32º 17º

Análise romântica

25/11/2013 07h15 | Atualizado em: 25/11/2013 07h26
Texto:
Gostou?
  • (3)
  • (0)
Compartilhe:
Web

Começa mais ou menos assim: você se apaixona, passa o dia inteiro falando sobre a pessoa, os seus amigos te abusam, você resolve encarar tudo em silêncio, a pessoa te dá um belo pé-no-traseiro e você fica sem amigos e sem “amor”.

Quem nunca passou por isso? Eu, pelo menos, vivo essas tretas trocentas vezes por ano. Mas, Deus nunca disse que a vida seria fácil, tampouco o amor da sua vida apareceria num piscar de olhos.

Com a minha vasta experiência em amores frustrados, a dica que eu sempre dou a todos (amigos, colegas, familiares, animais...) é acreditar que tudo passa! Sim, apenas isso. A gente tem que ter em mente que pode demorar quatro meses ou até de 1 ano a passar o sofrimento por aquela pessoa que nos deixa de perna bamba, mas uma hora nosso coração resolverá acordar para vida. Uns demoram mais do que os outros, mas, em algum momento da nossa existência, ele acordará. 

Vejo algumas pessoas que passam séculos dizendo que “se não for com ele(a), eu não caso com ninguém!”. Cara, em que mundo essas pessoas vivem? E daí que ela ainda ama a pessoa? A vida para o (ex) companheiro continua, na verdade, continua boa até demais. O problema é que algumas pessoas gostam da dor do amor.

Outra coisa que eu sempre propago por aí é que não adianta você correr atrás depois que a outra pessoa já deixou bem claro que não quer nada. Dizem que o amor é bobo e nos deixa cego, mas surdo não, né?

Ainda bato naquela velha tecla: dê ouvido ao seu coração, mas principalmente ouça o que as pessoas que te querem bem tem a falar. Vai doer, mas às vezes a dor é sinal de que a alegria está próxima. Por que você sabe: depois da dor vem a alegria.

Acompanhe nossas atualizações em tempo real:

Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter Compartilhe via E-mail
Texto:
Gostou?
  • (3)
  • (0)
Compartilhe:

“Os comentários aqui postados são de inteira responsabilidade de seus autores, não havendo nenhum vínculo de opinião com a Redação da equipe do Portal O Norte”