Menu
Busca terça, 27 de outubro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
32ºmax
23ºmin
MP DE OLHO!

Com passado "sujo", candidato a prefeito poderá ficar fora de disputa no Tocantins

06 outubro 2020 - 16h48Por Redação

A Promotoria Eleitoral da 32ª Zona Eleitoral de Goiatins (To), ingressou no último sábado (3), com ação de impugnação de registro de candidatura contra o candidato a prefeito Vinicius Donnover Gomes (PSD).

Na impugnação, o Ministério Público Eleitoral (MPE) cita que Vinícius Donnover teve seus balancetes rejeitados pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) por irregularidades gravíssimas e insanáveis, nos anos de 2011, 2012, 2013 e 2014, tornando-o inelegível por 8 anos com base na Lei da Ficha Limpa.

“Verifica-se que estas infrações são consideradas de natureza gravíssima, referentes ao exercício de 2013, de igual forma, má gestão contábil, déficit nanceiro, inexecução ou execução parcial de programas do orçamento, com ruptura ao Princípio da Continuidade, elaboração de programas ctícios para atender a gestão orçamentária, em frontal, doloso e deliberado desrespeito à lei, condutastipicadas como atos de improbidade administrativa”, aponta o documento emitido pelo MPE. 

Aindas segundo o MPE, no pedido de registro de candidatura o candidato informou possuir apenas uma residência na Avenida João Bezerra Neves, Povoado Alto Bonito, no valor de R$ 150.000,00 (cento e cinquenta mil reais), mas o orgão suspeita que Vinicius Donnover Gomes, possivelmente, tenha pago o valor de 18.000,00 (dezoito mil reais) de comissão por intermediação imobiliária referente à aquisição de uma fazenda com aproximadamente 600 ou até mesmo 1.000 hectares.

Outro ponto do documento que merece destaque é o que afirma que se refere certidão de antecedentes criminais do candidato:  “O candidato, em vez de apresentar certidão contendo todos os procedimentos criminais em curso obteve do Distribuidor da Comarca de Goiatins uma certidão de antecedentes onde nada consta. Tal certidão poderia beirar à falsidade ideológica se não houvesse a informação de que não foram encontradas ações penais com trânsito em julgado”. 

Por fim, o documento pede a impugnação do registro da candidatura de Vinícius Donnover Gomes ao cargo de prefeito de Goiatins, que ele já ocupou entre 2012 a 2016, em uma gestão totalmente conturbada. 

AO VIVO