Menu
Busca sexta, 21 de fevereiro de 2020
(63) 99292-6165
Araguaína
30ºmax
22ºmin
Clique Wizard 300x250
BEM ESTAR

Nutricionista dá dicas para alimentação das crianças durante as férias escolares

18 janeiro 2020 - 13h00

Durante o ano letivo, mais de 22 mil alunos da rede municipal de educação, de Araguaína, recebem alimentação elaborada para o desenvolvimento infantil. Para manter a continuidade dos bons hábitos alimentares durante as férias escolares, uma das nutricionistas da Secretaria da Educação deu dicas criativas para que os pais deem alimentos mais atrativos e nutritivos aos filhos.

De acordo com Emanuele Torres, que é uma das profissionais responsáveis pelo cardápio escolar, é fundamental que o alimento seja atrativo. “Elas vão muito pelo o que veem, se o formato ou cor não estão legais, elas rejeitam. Nas escolas, nós passamos a oferecer várias frutas em pedaços maiores e ela escolhe o que coloca no prato para comer”, contou a nutricionista sobre a mudança que melhorou o consumo de frutas.

Menos açúcar e mais saúde

Outra tática é usar frutas como adoçante natural nas guloseimas. “O mufinho é um bolinho parecido com um cupcake. Ao invés do açúcar, a alternativa para adoçar é bater a massa com banana, maçã, morango ou uva passa. E para deixar mais atrativo colocar algumas gotas de chocolate meio amargo por cima”, explicou Emanuele.

Em dias mais quentes a opção é usar as frutas para fazer o dindim, usando de base a água de coco ou leite, que pode ser desnatado ou até integral. “Para crianças com menos de 12 meses de vida é melhor ainda usar leite materno ou fórmula infantil” destacou a profissional da Educação.

Mais colorido é melhor

A panqueca também costuma ser um alimento bem aceito pelos pequenos, e elas podem ser feitas coloridas usando folhas verdes ou beterraba. “Bate no liquidificador até obter uma mistura homogênea com farinha de aveia, leite, ovo e sal. Despeje na frigideira quente, doure os 2 lados e sirva com algum recheio”, ensina a técnica.

Refeição completa

Muitas crianças que estudam pela manhã acabam mudando drasticamente a alimentação no período de férias porque acordam mais tarde, e por isto a nutricionista alertou que é preciso atenção para manter o consumo de saladas e frutas durante o dia. “O café da manhã é a nossa principal refeição, como muitas acordam perto do almoço é preciso ver se não estão comendo muito no almoço, pela falta do café, ou pouco por falta de fome”.

O segredo é balancear

Se as boas práticas alimentares estão em dia, não há mal nenhum em comer doces e salgadinhos. “Criança não fica sem comer estas coisas. Então, é só escolher alguns dias da semana para não deixar comer todo os dias. Não é porque é férias que vai sair comendo tudo”, afirmou Emanuele.

Qual sua especialidade?

Publique seu conteúdo aqui na editoria Consulta com Especialista do Portal O Norte.

Ligue (63) 99958-5851 ou fale conosco pelo WhatsApp (63) 99292-6165

Todas as informações e opiniões contidas neste artigo, seja em texto ou emvídeo, são de total responsabilidade de seus autores e não expressam,necessariamente, as posições do Portal O Norte.

AO VIVO