Menu
Busca segunda, 24 de fevereiro de 2020
(63) 99292-6165
Araguaína
31ºmax
23ºmin
SAIBA MAIS!

Problemas com calvície? confira 7 mitos e verdades sobre transplante capilar

18 dezembro 2019 - 11h26

A calvície é um problema que atinge homens das mais variadas idades. O processo da perda de cabelo é progressivo, podendo durar anos. Na busca por reverter essa situação, muitos recorrem a soluções desesperadas como raspar o cabelo ou usar máscaras com ingredientes naturais, no entanto, os resultados nunca são satisfatórios. Mesmo sendo bastante realizado atualmente, o transplante capilar ainda é cercado por algumas dúvidas e informações desencontradas. Será que é tudo verdade? Deixa cicatriz? O procedimento é dolorido?

O transplante capilar é doloroso. Mito, ao contrário do que muitos afirmam, o transplante é um procedimento indolor, praticado sob sedação com anestesia local. 

É possível transplantar cabelo de outras pessoas. Mito, o transplante de fios somente pode ser realizado do indivíduo para o próprio indivíduo.

O cabelo transplantado irá cair após alguns anos. Mito, o cabelo transplantado leva a genética da área doadora, que é uma área permanente, e não sofre a ação do hormônio DHT, capaz de promover uma série de consequências como atrofia e queda dos fios. Portanto, os fios transplantados serão permanentes. 

Reconstruir áreas extensas de calvície bem avançadas em um único procedimento. Verdade, desde que o paciente apresente uma área doadora, com densidade suficiente para restaurar toda a calvície e que esteja operando com um cirurgião experiente, especialista em técnicas avançadas como as gigas seções  de FUE (Follicular Unit Excision), é possível realizar uma cirurgia ampla, de forma menos invasiva, transplantando uma quantidade de fios acima de 12 mil,  dependendo da área doadora.

O procedimento deixa cicatriz alongada na região da nuca. Mito, com o avanço da tecnologia aplicada na área da medicina, hoje em dia a cirurgia feita com uma incisão tradicional está obsoleta. Por meio da avançada técnica FUE, as unidades são retiradas fio a fio e o paciente não apresenta mais a cicatriz do transplante capilar como antigamente.

É possível atingir um resultado totalmente natural e impercebível com transplante capilar. Verdade, por meio das atuais técnicas de transplante folicular, o paciente atinge um resultado impercebível e indetectável. Uma vez realizada por um cirurgião que tenha habilidade técnica e um senso artístico apurado, o transplante terá um aspecto totalmente natural.

Os pacientes com cabelos crespos podem utilizar a técnica FUE. Verdade, pacientes com todos os tipos de cabelos podem efetuar a técnica FUE, inclusive pessoas com fios crespos. Não obstante, os resultados dependerão da habilidade do profissional que realizará a cirurgia.

Dr. Thiago Bianco, médico especialista em transplantes capilares – Pioneiro na técnica FUE (Follicular Unit Excision), é um dos maiores especialistas em giga sessões com densidade extrema, tornando-se conhecido mundialmente por suas cirurgias. Dr. Thiago Bianco graduado em Medicina em 2006, e especializou-se em cirurgia geral e direcionou sua carreira para a área do transplante capilar. Membro titular da ISHRS (International Society of Hair Restoration Surgery) e WFI (world FUE Institute), atualmente realiza um trabalho pioneiro com as gigas sessões e grandes restaurações com a técnica FUE (Follicular Unit Extraction).  Site: https://www.thiagobianco.com.br

Qual sua especialidade?

Publique seu conteúdo aqui na editoria Consulta com Especialista do Portal O Norte.

Ligue (63) 99958-5851 ou fale conosco pelo WhatsApp (63) 99292-6165

Todas as informações e opiniões contidas neste artigo, seja em texto ou emvídeo, são de total responsabilidade de seus autores e não expressam,necessariamente, as posições do Portal O Norte.

AO VIVO