Menu
Busca domingo, 20 de outubro de 2019
(63) 99292-6165
Araguaína
34ºmax
21ºmin
Assembleia Legislativa - Emendas para saúde
Homossexualismo

Louise Cardoso será musa dos gays em “Insensato Coração”

18 janeiro 2011 - 23h54

“Insensato Coração” estreou nessa segunda-feira, 17, com um número inédito de personagens homossexuais: serão seis ao todo. Mas, antes mesmo da exibição do primeiro capítulo, a trama de Gilberto Braga e Ricardo Linhares já elegeu sua “musa da diversidade”. Caberá a Louise Cardoso o papel de porta-voz da causa gay no folhetim. Sua personagem, Sueli, é uma mulher batalhadora e sustentou o filho sozinha depois da morte do marido. Ela é a dona de um agitado um quiosque no calçadão de Ipanema, onde boa parte das figuras do folhetim se encontrará.

Alguns capítulos para a frente, no entanto, ela colocará uma bandeira com as cores do arco-íris para enfeitar o lugar apenas por achar bonita, sem saber que ela é símbolo da causa GLBT. De uma hora para outra, o local passará a ser frequentado por muitos gays. ”Acho bacana receber esse título de ‘musa gay’, mas, para mim, o mais importante é ajudar a combater o preconceito”, conta Louise a coluna.

Na novela, sua personagem se envolverá com o jornalista Kléber (Cássio Gabus Mendes), que se mostrará homofóbico. Caberá a Sueli combater as bobagens que o namorado fala. “Essas pessoas não fazem nada de errado e sofrem uma violência absurda. Se a novela ajudar a minimizar o sofrimento deles, vou ficar muito feliz”, afirma. “Tem uma coisa da qual nunca me esqueço: uma vez viajei para a Serra do Cipó com a minha mãe e lá fiquei amiga de um rapaz muito simpático, que tocava violão, era muito simpático e era gay. Tempos depois, recebi uma carta dele me agradecendo, porque disse que depois que eu fui embora ele passou a ser aceito na cidade. Ninguém falava com ele porque ele era gay! Um absurdo! Acho que a discussão da novela virá num momento muito oportuno”.
 

AO VIVO