Menu
Busca domingo, 15 de setembro de 2019
(63) 99292-6165
Araguaína
37ºmax
23ºmin
ToledoFibra
EDUCAÇÃO FINANEIRA

Confira dicas valiosas de como ensinar finanças para seus filhos

25 junho 2019 - 11h41

Educação financeira infantil é um tema que conquista cada vez mais importância para os pais. Abordar a questão com as crianças é capacitá-la para entender o valor do dinheiro e fazer o melhor uso do recurso.

Educação financeira não se aprende de uma hora para outra. Por isso, quem deseja introduzir o tema com os filhos deve ter paciência, persistir e sempre que possível abordar conceitos relacionados ao assunto.

Veja dicas de educação financeira infantil que o ajudarão a ensinar finanças para os filhos:

Não faça da educação financeira infantil um tabu na sua casa

O primeiro passo para quem deseja introduzir a educação financeira infantil em casa é falar sobre dinheiro de forma natural com as crianças. Quanto mais intimidade seus filhos tiverem com o tema, mais facilidade eles terão para lidar com esta questão ao longo de suas vidas e mais preparados estarão para fazerem as melhores escolhas financeiras. Explique conceitos básicos, como orçamento, salário, gastos, cartão de crédito, empréstimos, etc. e os ilustre de forma prática para as crianças entenderem.

Introduza o sistema de mesada

A mesada é um instrumento que pode ser muito útil para a educação financeira infantil. Depois de conversar sobre as crianças sobre dinheiro e conceitos relacionados a ele, defina uma mesada (ou, se preferir, “semanada”) e converse com seus filhos que a responsabilidade por aquela verba é exclusivamente dele. Assim, as crianças começam a entender que são responsáveis por suas escolhas financeiras e pela consequência delas.

Defina um valor adequado para a mesada

Muitos pais não sabem exatamente qual o melhor valor de mesada. Alguns pontos devem ser levados em consideração para chegar a esta quantia: a disponibilidade no orçamento familiar e a natureza dos gastos da criança, assim como o nível de responsabilidade financeira que deseja transferir para ela. Um garoto de oito anos tem gastos diferentes de uma menina de 12, por exemplo.

Enquanto o menino tem gastos como revistas em quadrinhos, doces e álbuns de figurinhas, a menina mais velha, geralmente, tem um grau de maturidade mais elevado, com uma vida social mais intensa, como cinema, lanches no shopping, passeios com as amigas. A mesada deve acompanhar o estilo de vida e os hábitos da criança, mas, claro, deve estar dentro do seu orçamento financeiro.

Mostre a importância de controlar gastos

De posse do seu próprio dinheiro, é importante incentivar a criança a controlar seus gastos para o valor recebido como mesada não acabar antes do tempo. Ajude seu filho mostrando como ele pode criar um orçamento pessoal, listando em um caderninho as despesas que ele tem e fazendo a dedução do seu saldo financeiro.

Estimule o hábito de poupar

Além de usar a mesada para mostrar a importância de controlar gastos, use o recurso como instrumento para mostrar para a criança como é positivo criar o hábito de poupar. Dê um cofre ou uma latinha para seu filho e explique para ele que se todo mês ou semana ele guardar um pouco do que ganha de mesada em algum tempo ele pode comprar um brinquedo que deseja muito ou uma roupa da moda.

Ensine educação financeira para suas crianças desde cedo e os veja se tornarem adultos com uma relação saudável com o dinheiro.

Ao Vivo