Menu
Busca sexta, 20 de setembro de 2019
(63) 99292-6165
Araguaína
36ºmax
23ºmin
ToledoFibra

Professora é acusada de agredir aluno

17 setembro 2010 - 21h57

Stoff Vieira
REDAÇÃO
 

O papel da escola e dos profissionais da educação é educar e preparar para a vida, mas pelo que parece e baseado em denúncias não é o que acontece na escola municipal Gentil Ferreira no setor Brasil em Araguaína.

Segundo a Valdirene dos Santos, tia do garoto com as iniciais B. A. S. de apenas 10 anos de idade, uma professora da escola teria agredido com beliscões o menino. De acordo com a tia, o garoto passa por tratamentos psicológicos por ser hiperativo e a escola tem conhecimento do caso. A tia afirmou também que esta não seria a primeira vez que um sobrinho e aluno da escola teria chegado em casa reclamando de maus tratos: “Minha sobrinha e irmã dele M. A. S. de apenas 8 anos de idade também já foi agredida por ela”. Segundo a tia a menor também sentiu na pele o despreparo da professora em trabalhar com crianças.

Diante desta situação de agressão física sofrida pelos sobrinhos, a tia resolveu acionar a Polícia Militar e o Conselho Tutelar na tarde da última sexta-feira, 17. Além da impressa local, estiveram presentes na escola uma equipe da Secretaria Municipal de Educação, que se reuniu a portas fechadas com educadores da escola e a mãe das crianças que não quis se identificar. Na ocasião, a direção da escola parecia estar mais incomodada com a presença da Polícia Militar e da impressa, do que mesmo com o fato de um aluno ter sido agredido. A direção da escola não quis informar à nossa reportagem o nome da professora.

O Portal O Norte procurou a secretária de educação, professora Josefa Oliveira, que em entrevista afirmou: “A situação vai ser apurada e com certeza a diretora e a professora da escola serão advertidas e punidas”.


Ao Vivo