Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Geral

Caminhada pela Paz reúne palmenses no combate à violência

10/03/2015 08h49 | Atualizado em: 10/03/2015 09h24

Divulgação

Aos poucos eles foram chegando. Assim, homens, mulheres, adultos, crianças e idosos foram movimentando a então pacata tarde deste domingo, 08, na Praça dos Girassóis. Na data em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, o Ministério Público Estadual (MPE), por meio do Núcleo Maria da Penha, promoveu a "Caminhada pela Paz - Homens e Mulheres no mesmo passo", evento que teve como objetivo levar a sociedade a refletir sobre a necessidade de mobilização para combater a violência doméstica e familiar contra a mulher.

O interesse na prática esportiva e, também, na luta pelos direitos da mulher uniu o casal Cátia e Arthur Urbano a enfrentar o forte sol. Os dois decidiram aliar a paixão pelo esporte ao dia de homenagens às mulheres. "Sempre que podemos, participamos de eventos dessa natureza. Ainda precisamos caminhar muito para combater a violência contra a mulher. Acredito que esta mudança de comportamento passa pela educação", disse Cátia.

A Promotora de Justiça Maria Natal Carvalho Wanderley, coordenadora do evento, destacou a participação popular e valorizou a importância de se discutir a questão da violência doméstica e familiar. "O Núcleo Maria da Penha, do Ministério Público, tem esse papel de atuar no combate à violência contra a mulher. Esta caminhada é a primeira grande ação do ano. O objetivo é levar os projetos aos bairros, com a parceria das associações de moradores, ministrando palestras e conscientizando as mulheres sobre seus direitos", destacou a Promotora de Justiça.

Quem também prestigiou o evento foi a vice-governadora Cláudia Lelis, que valorizou o evento promovido pelo Ministério Público Estadual. "Estou muito feliz de estar aqui. Esta é uma iniciativa muito importante do MPE. Os índices de violência contra a mulher ainda são altos e ações como esta ajudam a conscientizar a população sobre a importância do tema".

O Juiz Adriano Gomes de Melo Oliveira, coordenador estadual do sistema judiciário no combate à violência contra a mulher, participou da Caminhada e falou da efetividade da aplicação da Lei. ¿A Lei Maria da Penha visa não o isolamento, mas sim a união entre instituições e sociedade para, juntos, combaterem este mal que é a violência contra a mulher. Precisamos mudar essa mentalidade atrasada de que o homem domina a mulher. No Tocantins, o trabalho conjunto entre as instituições tem sido eficiente na redução dos casos¿, relatou o magistrado.

Parceiros e apoiadores

O evento só foi possível devido à colaboração de entidades parceiras como Casa 8 de Março, Liga Feminina de Combate ao Câncer, Tribunal de Justiça, Defensoria Pública, Secretaria Estadual de Defesa e Proteção Social, Comissão Permanente da Mulher, Liga dos Amigos do Idoso, da Criança e do Adolescente (Laica), Prefeitura de Palmas e Universidade da Maturidade (UMA/UFT). O evento contou com o apoio da Associação Tocantinense do Ministério Público (ATMP), Palmas Shopping, Carolline Gimenez Assessoria Esportiva, Iram Vaz Fitness e Coach e da coreógrafa Fran. (Fonte: Ascom MPE)

Compartilhe

Os comentários aqui postados são de inteira responsabilidade de seus autores, não havendo nenhum vínculo de opinião com a Redação da equipe do Portal O Norte

Publicidade
Publicidade

Facebook

Twitter

Vc é o Repórter

Tem uma reportagem, fotos, vídeos, histórias ou curiosidades?

Mande para nossa redação. Seja você o REPÓRTER.