Menu
Busca terça, 20 de outubro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
37ºmax
23ºmin
"NINGUÉM ENTRA NINGUÉM SAI"

20 leitos de UTIs são interditados no HRA após servidores contraírem Covid, aponta denúncia

14 maio 2020 - 13h31Por Redação

Ninguém entra, ninguém sai”, essa foi a informação que o Portal O Norte recebeu através de fonte do site sobre as UTIS 1 e 2 do Hospital Regional de Araguaína (HRA), que estariam interditadas desde ontem (13), depois da confirmação de que três servidores que atuam nas unidades testaram positivo para o Covid-19.

Segundo fonte do site, nos dois setores interditados, existem 20 leitos instalados e apenas um deles estava desocupado. Nas UTIs citadas, estão pacientes clínicos comuns em tratamento de outras enfermidades. De acordo com o profissional que confirmou a situação ao site, todos os pacientes internados neles serão submetidos a testes para detecção do vírus.  

O avanço da pandemia está afetando diretamente o sistema de Saúde, onde já estão sendo registrados casos de contágio em profissionais na linha de frente de combate ao vírus. No HRA já tem registro de uma servidora oficialmente diagnosticada e que permanece afastada.

Outras interdições

Essa não é a primeira vez que ocorre uma interdição de setores no hospital devido ao risco de contágio. 

Vale ressaltar, que a UTI 1, é a mesma que foi interditada no final do mês passado, depois que uma servidora que atua frequentemente no setor, testou positivo para o novo Coronavírus. Na época, os pacientes que estavam lá, também foram submetidos ao teste que deu negativo e assim, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) decidiu reabrir a unidade três dias depois para receber novos pacientes.

O Ambulatório de Alta Complexidade do HRA também chegou a ser fechado no final do mês, após servidores apresentarem sintomas de Covid-19. Segundo a Secretaria na época, a medida preventiva foi tomada quando uma servidora que atua no setor foi submetida a um exame de tomografia, indicando a suspeita de ela estar com o novo Coronavírus, mas o resultado do material colhido da profissional teve resultado negativo e o setor voltou a funcionar. 

Ainda de acordo com a denúncia, a diretoria tomou a decisão de fechar ontem as UTIs em questão, mas não divulgou a medida através de comunicado formal. "Acreditamos que possivelmente foi para não dar repercussão, mas é uma situação grave!", observa.

Morte Por Covid

Uma paciente infectada por Covid-19, foi parar em uma ala comum de internados em UTI do HRA no último dia (09). O caso gerou polêmica depois que servidores denunciaram a situação ao Portal O Norte destacando o risco que os demais pacientes da ala corriam de serem infectados pela doença.

Na época a SES, informou em nota ao site, que segundo a diretoria do hospital, a paciente Francisca Landim (43 anos), teria testado negativo para o novo Coronavírus e por isso foi tirada do isolamento, mas no domingo (10), já na UTI comum ela foi novamente submetida a um teste rápido sendo diagnosticada com a doença. Depois da denúncia, Francisca foi de novo remanejada para uma UTI Covid, dessa vez no Hospital e Maternidade Dom Orione (HMDO), onde faleceu.  

Sobre a nova denúncia de interdição de UTIs, nossa reportagem acionou a Secretaria  para esclarecimentos mas até o momento o Estado não se manifestou. 

 

AO VIVO