Menu
Busca quinta, 29 de outubro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
32ºmax
23ºmin
PANDEMIA

8 cidades do Tocantins tiveram decreto de calamidade aprovado nesta terça na Assembleia

26 maio 2020 - 19h49

Diante dos novos pedidos de reconhecimento de decretos de calamidade pública, protocolados por municípios, o presidente da Assembleia Legislativa do Tocantins, deputado Antonio Andrade (PTB), convocou uma sessão extraordinária, para terça-feira, 26, realizada no período da tarde.

“Temos priorizado apreciar os pedidos de reconhecimento de calamidade pública, aliás, a Assembleia não tem se furtado a suas responsabilidades nesta pandemia. Os reconhecimentos são importantes para que os gestores possam realizar ações de combate ao coronavírus”, pontuou Antonio Andrade.

Foram aprovados os pedidos de calamidade dos municípios de Couto Magalhães, Paraíso do Tocantins, Lagoa do Tocantins, Cachoeirinha, Pugmil, Porto Nacional, Abreulândia e Guaraí.  

Outras proposituras

Durante a sessão ordinária realizada no mesmo dia, pela manhã, foram aprovados dois requerimentos. Um solicita a reforma da Casa do Estudante de Palmas, que está bastante deteriorada. Vale ressaltar que mesmo sem aulas, diversos estudantes permanecem na Casa.

O outro, requer ao governo do Estado, gestão junto ao Governo Federal, para que estude a possibilidade de liberar a contratação de estudantes de medicina formados no exterior, considerando a necessidade de um plano de contingência de pessoal, devido a pandemia de coronavírus.

Na mesma sessão, Antonio Andrade, apresentou dois novos requerimentos solicitando a roçagem da margem da Rodovia TO-050 que liga Porto a Silvanópolis e a TO-255 que liga Porto Nacional a Fátima. O mato alto tem dificultado a visibilidade da sinalização e também de veículos, o que coloca em risco a segurança de quem usa os trechos.

AO VIVO