Menu
Busca quarta, 03 de junho de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
32ºmax
21ºmin
NORTE DO ESTADO

Após 14 dias, são confirmados novos casos de Covid-19 em Araguaína

21 abril 2020 - 17h14

Araguaína confirmou mais dois casos para o coronavírus (covid-19), nesta terça-feira, 21, feriado de Tiradentes. Um deles é morador local e será notificado no Município e o outro é um caminhoneiro em passagem, que está internado em estado grave no Hospital Regional (HRA) e terá notificação em sua cidade. De acordo com o parâmetro, Araguaína chega ao 6º caso confirmado para a doença, sendo o primeiro nos últimos 14 dias. Desses, cinco já são considerados curados.
 
Após as confirmações, o prefeito Ronaldo Dimas destacou que o Município está preparado para os casos. “Neste momento iremos acompanhar e ver a origem e a possível disseminação de cada um. Nossa estrutura está apta e recebemos, infelizmente, em nossa rede hospitalar o primeiro paciente confirmado em estado grave. Temos fé em Deus e confiança plena de que nossos profissionais estão se dedicando ao máximo para recuperação do caminhoneiro enfermo”.
 
Os casos

O morador local é um técnico de telecomunicações de 24 anos que está em isolamento domiciliar. Ele deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) nesse domingo, 19, apresentando febre, tosse, dor de cabeça e contou que fez várias viagens ao Pará. No atendimento, foi coletada uma amostra de mucosa do paciente e enviada ao Laboratório Central de Saúde Pública do Tocantins (Lacen-TO), que deu diagnóstico positivo hoje, 21.
 
Já o caminheiro tem 43 anos e é residente em Santa Helena, no Goiás, onde haverá a notificação de caso confirmado. Ele deu entrada na UPA nessa segunda-feira, 20, apresentando febre, tosse, mialgia, congestão nasal e falta de ar, quando realizou o teste rápido para a doença. O goiano foi encaminhado para o Hospital de Doenças Tropicais (HDT) e, após ter piora dos sintomas, foi transferido para o Hospital Regional de Araguaína (HRA).

Ação junto aos caminhoneiros

Este é o segundo caminhoneiro diagnosticado em Araguaína, o primeiro foi um morador de Birigui, cidade do noroeste paulista. Os dois casos são notificados nas cidades de origem. 

O prefeito Ronaldo Dimas destacou a importância de um trabalho específico com a classe. Informou ainda que nesta semana se reunirá com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) para ajudar nesse combate, já que muitos caminhoneiros chegam à cidade diariamente como parada obrigatória para reabastecimento, compras, revisões nos caminhões, refeições etc.

A Secretaria Municipal da Saúde já entrou em contato com a unidade local da PRF para organizar um mutirão com os caminheiros que passam pela BR-153. O grupo faz parte do público-alvo da segunda etapa da Campanha Nacional contra a Gripe. Eles também terão acesso ao teste rápido para coronavírus e consultas médicas.

Capacidade hospitalar

Atualmente, Araguaína tem 30 leitos exclusivos e preparados para atender os casos graves e moderados de covid-19. O caminhoneiro é a primeira internação de qualquer gravidade da doença nesses leitos da rede hospitalar local. O Município aguarda informações do Estado quanto à instalação de um hospital de campanha e continua trabalhando para alcançar a meta de 50 leitos.
 
Medidas restritivas

As medidas restritivas seguem em todo o comércio e atendimentos em geral. Restaurantes, lanchonetes e academias são considerados estabelecimentos com maior possibilidade de transmissão do vírus e têm medidas mais restritivas. Estas atividades serão suspensas se a ocupação dos leitos chegar a 30% na cidade.
 
Para as demais atividades do comércio, poderão funcionar até que 50% dos leitos destinados aos pacientes com covid-19 ou quando o número de casos confirmados de doentes seja cinco vezes o número de leitos disponíveis.
 
Uso de máscaras

Desde essa sexta-feira, 17, o uso de máscaras em todos os locais públicos de Araguaína, inclusive no comércio, é obrigatório. Somente não são considerados ambientes públicos ou de livre acesso as residências, e locais públicos e privados onde somente uma pessoa utilize ou trabalhe.

AO VIVO