Menu
Busca segunda, 17 de fevereiro de 2020
(63) 99292-6165
Araguaína
30ºmax
23ºmin
"URGENTE!"

Após denúncias, Sisepe cobra segurança para servidores do Sine em Araguaína

20 novembro 2019 - 11h26

Servidores do Sine de Araguaína procuraram o Sindicato dos Servidores Públicos do Estado do Tocantins (Sisepe-TO) para relatarem que vêm sofrendo constantemente ameaças por parte dos usuários, que muitas vezes proferem palavras ásperas e ameaças, numa tentativa de intimidação. 

A exemplo disso, um caso emblemático foi registrado no último dia 13, no Sine de Araguaína, Norte do Estado, quando um homem foi detido depois de ameaçar duas servidoras públicas que trabalham no Sine por não ter conseguido uma vaga de emprego. Ele esperou as vítimas saírem e as ameaçou dizendo que se o emprego dele não saísse, ele iria matá-las.

Diante das denúncias, e do recente caso registrado em Araguaína, o Sisepe por meio do Ofício nº 224, protocolado nessa terça-feira, 19, solicitou ao secretário estadual do Trabalho e Desenvolvimento Social, José Messias, que adote as providências necessárias para garantir a integridade física e psíquica dos servidores que atuam no Sine da cidade.

O governo do Estado precisa disponibilizar serviço de segurança privada para a unidade ou apoio da Polícia Militar no local durante o horário de expediente, pois os episódios de descontroles e intimidações por parte dos usuários, que estão insatisfeitos e desesperados com o desemprego, estão cada vez mais frequentes”, frisa o presidente do Sisepe, Cleiton Pinheiro. 

O problema de falta de segurança, conforme os servidores, tem sido discutido há bastante tempo, mas segundo apurado pelo sindicato, a gestão estadual não adotou nenhuma medida para solucionar o problema. “Esperamos que o governo tome as providências de forma urgente. Vamos continuar acompanhando a situação e cobrando, pois o servidor não pode ser colocado em situação de risco”, alerta Pinheiro.

 

AO VIVO