Menu
Busca segunda, 26 de outubro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
33ºmax
23ºmin
POLÊMICA

Vereadores tecem duras críticas às ações de recuperação das ruas de Araguaína

28 março 2011 - 12h22

Alessandro Sachetti
Da Redação

 

Na pauta desta segunda-feira, 28, na Câmara de Araguaína, vereadores discutiram acerca da requisição nº 282/011, de autoria de Divino Bethânia (PP) que estava em votação e tratava da solicitação de providências com relação a uma cratera localizada na Av. São Francisco no setor Araguaína Sul. A questão tornou-se um tema polêmico que aqueceu a discussão sobre as obras de recuperação asfáltica na cidade de Araguaína.

Crítica
O vereador Divino Bethânia Júnior (PP), criticou duramente a execução das obras de recuperação das ruas da cidade: “Não existe desculpa plausível para a situação da nossa cidade, este é o terceiro ano da administração e a desculpa que as chuvas atrapalham não convence! A situação nas ruas da cidade é caótica!”, criticou o vereador.

Em defesa
O vereador Mané Mudança (DEM), em aparte, como líder do prefeito na Câmara, defendeu o prefeito explicando que as chuvas são o maior empecilho para a solução do problema e pediu paciência aos vereadores: “A chuva atrapalha o nosso trabalho na recuperação das ruas da cidade, tanto que dos R$ 15 milhões destinados à cidade para este fim, a prefeitura não conseguiu gastar toda a quantia exatamente por conta do clima. Peço paciência, o prefeito Valuar (DEM) está trabalhando duro e assim que as chuvas diminuírem as obras serão completadas adequadamente” defender Mané Mudança.

Ratoeira
Na sequência, o vereador Divino Bethânia, contra argumentou perguntando: “Mas, desde que o prefeito assumiu não parou de chover? Será que são dois anos de chuvas na cidade?”. Reforçando as críticas de Bethânia, o vereador Jorge Frederico (PMDB) foi mais contundente: “Não sei mais qual a solução, estamos trabalhando em prol da cidade e a administração não dá respostas. Talvez devêssemos comprar ratoeiras pra proteger o dinheiro público. O que fica mais caro, tapar buracos com botijão de gás ou comprar ratoeiras para proteger o dinheiro público? Na minha opinião a cidade tem que decretar estado de calamidade pública”, criticou e questionou o vereador que segurava uma ratoeira envolta por um jornal.

O vereador líder do governo Valuar, Mané Mudança, interrompeu as críticas dos demais vereadores invocando questão de ordem e alegando que as críticas de seus colegas não eram acerca da requisição nº 282/011 e que era o tema em votação. A requisição foi aprovada com unanimidade e deve ter as devidas ações tomadas imediatamente.

AO VIVO