Menu
Busca sábado, 24 de outubro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
30ºmax
22ºmin
VERGONHA

Falta de conscientização faz da Marginal Neblina um depósito de lixo

30 março 2011 - 12h26

Daniel Lélis
Da Redação


A Marginal Neblina é o local preferido dos araguainenses para a prática de atividades físicas como caminhadas. Todos os dias, centenas de pessoas transitam nesta que é uma das principais avenidas da cidade.

Contudo, o lugar que era para ser referência de bem-estar e equilíbrio com o meio ambiente, está cada dia mais sujo, como se pode observar na imagem em destaque.


Nos dois lados da Marginal, copos plásticos, garrafas de água mineral e outros tipos de detritos são jogados pelos freqüentadores. Além de agredir o meio ambiente, o lixo acumulado no local se transforma num verdadeiro paraíso para o mosquito da dengue, já que até mesmo uma tampa de refrigerante abandonada é um possível criadouro do inseto.

A estudante universitária Sabina Moreira, 24 anos, que frequenta a Marginal diariamente, afirma:“É lamentável que um espaço criado para você desfrutar esteja nesta situação” e acrescenta “Temos que cultivar e manter”.

Para o senhor Nogueira, aposentado de 72 anos que faz caminhada todos os dias na região, o maior problema é a falta de conscientização da população: “A culpa desse absurdo é sim das autoridades, mas também é de todos nós. É preciso fazer um trabalho de esclarecimento mostrando a importância de conservar o meio ambiente”.

Ainda na Marginal Neblina, a equipe do Portal O Norte constatou também que diversas lixeiras, que deveriam estar à disposição das pessoas que transitam na Avenida, foram destruídas por vândalos, o que evidencia a falta de zelo com o patrimônio público. A ausência delas, que já deveria ter sido solucionada, persiste e torna ainda maior o problema do lixo.

Atos Moreira, 23 anos, estudante que pratica caminhadas na Avenida reclama da falta de limpeza e ausência de lixeiras: "Quem anda aqui todo dia como eu, percebe que não está sendo feita uma limpeza diária na Avenida e mais, as pessoas jogam o lixo no chão porque não tem lixeira nos lugares em que elas deveriam estar fixadas". Sobre a conscientização, Atos Moreira ressalta que deve começar na base familiar e escolar e diz: "Temos que fazer a nossa parte, as pessoas precisam entender que um copo que deixa de ser jogado no chão colabora e muito para manter a cidade limpa".


AO VIVO