Menu
Busca terça, 04 de agosto de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
35ºmax
20ºmin
LIMITAÇÕES

Com poucos recursos, Secretaria de Esportes atende no limite da prioridade

18 abril 2011 - 10h59

Alessandro Sachetti
Da Redação


A partir da matéria publicada pelo Portal O Norte semana passada (Leia a matéria aqui), onde a representante do MASB, time de futsal feminino de Araguaína, Márcia Aparecida Santos Borges , reclamou da falta de apoio do Poder Público para que o time possa participar de um torneio que será realizado na cidade de Ananás entre os dias 22 e 24 de abril.

Nossa equipe de reportagem conversou com o Secretário Municipal de Esportes, Altair Bandeira para saber mais detalhes sobre o caso e esclarecer como funciona a questão de apoio esportivo do Poder Municipal em Araguaína.

Desconhecimento do fato
Inicialmente, Altair Bandeira esclarece que desconhece o fato de as jogadoras terem procurado a Secretaria de Esportes do Município para solicitar o apoio à viagem: “Os únicos pedidos que chegaram até nossa Secretaria por parte da equipe de futsal feminino foram atendidos prontamente, tratavam da disponibilização de um local para que a equipe treinasse visando a competição que irá disputar e também, para que pudessem participar do campeonato estadual com o nome do Clube dos XXX. Como sou sócio desse clube e ele é federado, ela me procurou e eu passei para a pessoa responsável e pelo que sei, esse pedido foi atendido e elas devem representar o município de Araguaína no campeonato estadual de futsal feminino usando o nome do clube”.

O secretário explicou que mesmo se tal solicitação houvesse chegado à seu conhecimento não seria atendida, pois, a Secretaria de Esportes não possui veículo próprio e não teria justificativa para a aplicação desse recurso.

Hoje não temos veículos disponíveis para atender esse tipo de demanda. A prefeitura não tem mais feito locação de veículos, quem nos socorria de vez em quando eram a Secretarias de Saúde e de Educação, mais os veículos dessas Secretarias não podem mais sair do município a não ser para atenderem demandas delas próprias, devido à legalidade da coisa”, comentou Altair Bandeira.

Falta de veículo próprio
A falta de veículo próprio é um problema que tenta ser solucionado pelo secretário, a intenção do atual gestor da pasta é conseguir recursos em Brasília para a aquisição de um ônibus e um micro-ônibus e, também, trabalhar para que não seja o futebol o único beneficiado nas melhorias da estrutura esportiva da cidade.

Tentaremos em Brasília conseguir recursos para que possamos pulverizar o suporte prestado ao esporte araguaínense e, também, para que não seja privilegiado uma ou outra categoria esportiva. Um dos problemas de Araguaína, assim como em todo o Brasil, quando fala-se em esporte, automaticamente vem a cabeça o futebol. Não existe isso, esporte é um todo e não podemos esquecer das outras modalidades esportivas, pelo contrário, é preciso apoiá-las dentro das possibilidades da Secretaria de Esportes”, explicou o secretário de esportes de Araguaína.

Prioridades
Altair Bandeira explicou que a Secretaria de Esportes vem trabalhando no sentido de atender as necessidades dos atletas da cidade e que não é possível atender a todos os casos.

A prioridade são para solicitações que atendam um grande número de atletas e também aos chamados atletas “de ponta”, que representam, muitas vezes, não só a cidade, mas o Estado e em algumas ocasiões toda a nação e citou: “Por exemplo, esses dias houve um evento em Palmas, reuniram-se todas as academias de karatê da cidade que nos solicitaram um ônibus, solicitação que atendemos prontamente, esse é um benefício para mais de 40 pessoas, não foi uma única academia, foi a seleção de Araguaína até lá, esse tipo de solicitação é passível de atendermos porque assim temos justificativa para o emprego da verba pública. A secretaria consegue, também, disponibilizar para atletas individualmente sim, mas que participem de competições oficiais, a nível nacional ou estadual, como é o caso do taekwondo onde a atleta araguaínense Marta Sales, que está entre as quatro do Brasil, vai disputar a seletiva para uma das duas vagas para o pan-americano desse esporte e a secretaria disponibilizou a sua ida até o Rio de Janeiro”, pontua.

 

AO VIVO