Menu
Busca terça, 07 de abril de 2020
(63) 99292-6165
Araguaína
32ºmax
22ºmin
SAÚDE NA UTI

Aparelhos de raio-X quebrados comprometem atendimentos no HRA

14 junho 2011 - 08h50

Daniel Lélis
Da Redação


O Hospital Regional de Araguaína (HRA) tem sido protagonista de muitas polêmicas nos últimos tempos. Tomógrafo desativado, pedido de demissão em massa de médicos, pacientes em coma instalados em maca sem colchão, falta de insumos hospitalares. Estas são apenas algumas delas. A calamidade na saúde pública é notória e foi reconhecida oficialmente em abril pelo Governo Estadual, que recentemente entregou a administração do setor à Confederação das Casas de Misericórdia do Brasil.

O fato é que, a despeito das melhorias prometidas com a mudança de gerência do sistema de saúde, as denúncias não param de chegar a nossa Redação. Dessa vez, ela parte do professor Claydson Marinho, de 34 anos, morador do JK. Segundo ele, os aparelhos de raio-X do Regional de Araguaína estão quebrados e o hospital o informou que não há previsão de quando o problema será resolvido: "Fui até o HRA na quinta-feira passada e eles me informaram que não poderiam fazer o exame radiográfico de que precisava porque os dois aparelhos do hospital encontram-se fora de funcionamento e não há previsão para reativá-los", conta revoltado.

De acordo com o professor, o exame radiográfico que pretendia fazer é parte do processo admissional do concurso da Secretaria Estadual de Educação, Seduc, realizado em 2010. Sem expectativas de quando vai poder fazê-lo, Claydson lamenta: "Eles falaram que era para eu ficar ligando lá, para saber quando o hospital poderá oferecer o serviço de novo".

Em contato com um funcionário do HRA, que não quis se identificar, o Portal O Norte apurou a veracidade das informações. Segundo a fonte, os dois aparelhos de raio-X do Regional, um convencional e outro digital, estão fora de uso. O serviço de radiografia, afirma ele, estaria sendo realizado pelo Hospital Municipal de Araguaína.

 

AO VIVO