Menu
Busca quarta, 23 de setembro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
36ºmax
23ºmin
ARAGUAÍNA

12 milhões poderão ser liberados para revitalização da Feirinha

15 junho 2011 - 20h26

O secretário das Cidades e do Desenvolvimento Urbano Ronaldo Dimas voltou de Brasília entusiasmado com a possibilidade de liberação de recursos do Ministério das Cidades para a revitalização da Feirinha de Araguaína, conforme garantia do ministro Mário Sílvio Mendes Negromonte, em atendimento a solicitação do governador Siqueira Campos. O projeto está orçado em R$ 12 milhões e deve ser executado assim que os recursos forem liberados.

Estudo feito por técnicos da Secretaria para fundamentar o projeto constatou que a feira tem estrutura inadequada e ultrapassada para a demanda atual, em função do longo tempo de uso sem a devida manutenção. “A Feirinha, uma das primeiras regiões de comércio popular de Araguaína, hoje rodeada por grandes supermercados e outros tipos de comércio varejista, apresenta estrutura física totalmente arcaica e inadequada”, ressalta o diagnóstico que conclui que, nestas condições, o local vem se tornando centro de prostituição e tráfico de drogas e séria ameaça à segurança dos moradores.

O secretário revela que o projeto de revitalização da feira prevê uma mudança radical da área que vive um processo de marginalização. A intervenção contempla uma nova estrutura física, com espaços comerciais que obedecem todas as normas sanitárias, dotada de espaço cultural com palco para apresentações, posto policial, banheiros públicos, estacionamento, além de uma grande praça. O projeto prevê ainda a duplicação da Avenida Filadélfia num percurso de 1 quilômetro que vai ajudar a resolver um “gargalo” no trânsito de Araguaína, asseguram os técnicos, responsáveis pelo projeto.

Todas as obras projetadas são dotadas de equipamentos que garantem a mobilidade e a acessibilidade, o que é fundamental para o resgate físico e social da região”, destaca o subsecretário José Guimarães que está empenhado em debater com a comunidade e parceiros envolvidos na intervenção cada aspecto do projeto, em busca de sugestões que venham melhorar ainda mais a sua utilização como grande espaço de compras e lazer. Guimarães garante que a participação da comunidade envolvida dará sustentabilidade ao projeto. (Da Assessoria de Imprensa)



AO VIVO