Menu
Busca segunda, 17 de fevereiro de 2020
(63) 99292-6165
Araguaína
30ºmax
23ºmin
UNIMED

Família denuncia mau atendimento a conveniados da Unimed em Araguaína

27 junho 2011 - 10h26

Daniel Lélis
Da Redação


Um casal de Araguaína procurou a equipe de reportagem do Portal O Norte para denunciar um grave problema enfrentado pelas famílias que tem plano de saúde Unimed na cidade. Leane Araújo e Cristiano Mateus, que tem duas filhas, estão inconformados com o fato de a concessionária não oferecer, como previsto no contrato, profissionais da área de pediatria e ortodontia.

O problema
Leane Araújo, que é universitária, contou que o problema é antigo, mas que aumentou nos últimos 15 dias: “Antigamente, tínhamos dificuldade de ter acesso a estes profissionais somente nos finais de semana e feriados. Nos últimos 15 dias, contudo, o problema ficou ainda maior, tendo em vista que a ausência destes profissionais agora independe do dia da semana”, afirmou.

Leane mencionou que recentemente uma das filhas, que tem apenas 2 anos, precisou de um pediatra, mas como o plano de saúde não disponibilizou nenhum profissional, a única alternativa que restou à família foi procurar o serviço público: “Liguei para a pediatra que já tinha atendido minha filha pela Unimed, a fim de marcar uma consulta e ela informou que tinha se desfiliado. Você paga caro pelo plano para ter este serviço numa emergência e quando precisa, a concessionária não o disponibiliza. Para tê-lo, ou paga consulta particular ou procura o Hospital Municipal”, ressaltou.

Revolta
O esposo de Leane, que é contador, explicou que a família gasta cerca de R$ 5.000,00 por ano com o plano de saúde, mas que não está satisfeito com os serviços prestados pela concessionária: “Pagamos um absurdo para ter direito a pediatra e ortodontista e quando precisamos, a Unimed informa que não tem disponível. É uma falta de respeito com o cliente”, contou Cristiano Mateus, revoltado com a situação.

Soube que a Unimed de Colinas tem pediatra credenciado. Será que vamos ter que viajar para ter direito a um serviço pelo qual pagamos um preço altíssimo?”, questionou Leane, que completou dizendo: “Eles informaram que estão solucionando o problema. Entretanto, não deram prazo de quando voltarão a disponibilizar os profissionais em falta”.

Medidas
No final da entrevista, o casal contou a nossa equipe que pretende ingressar na terça-feira, dia 28, com uma reclamação junto ao Ministério Público Estadual, para que a instituição cobre da Unimed uma solução rápida e efetiva para o problema, que se arrasta e tem se agravado, causando muitos transtornos às famílias que dependem de plano de saúde em Araguaína.

 

AO VIVO