Menu
Busca quarta, 01 de abril de 2020
(63) 99292-6165
Araguaína
32ºmax
23ºmin
SINALIZAÇÃO

População reclama de precariedade das faixas de pedestres em Araguaína

04 julho 2011 - 10h35

Daniel Souza
Da Redação


Basta percorrer algumas ruas no Centro de Araguaína para verificar a precariedade na sinalização de faixas de pedestres. O fato prejudica a visibilidade tanto de motoristas, motociclistas, quanto de pedestres, o que pode provocar graves acidentes bem como multa aos condutores de veículos mais desatentos.

Em alguns cruzamentos, é impossível identificar a faixa, pois ela está completamente apagada. A equipe de reportagem do Portal O Norte percorreu diversas ruas e encontrou importantes cruzamentos com sinalização precária ou inexistente.

O cruzamento da Rua Ademar Vicente Ferreira com a Avenida Cônego João Lima, próximo ao Banco Bradesco é um lamentável exemplo do problema. A pintura no asfalto está completamente apagada na maior parte da faixa de pedestre.

A situação é difícil, a gente tem que às vezes adivinhar onde fica a faixa e agora com essa fiscalização eletrônica é mais complicado ainda porque se a gente para no lugar onde era pra tá aparecendo a faixa, é multa na certa”, observa o vendedor autônomo, Vicente Silva, 38 anos.

Nós temos que ficar de olho no sinal e nos motoristas, pois quando se tem a faixa já é complicado atravessar, imagina agora que a faixa tá quase apagada? Isso é uma vergonha”, reclama a vendedora Priscila Sousa, 24 anos.

No cruzamento localizado na Av. José de Brito com a Avenida Neblina a mesma cena se repete a faixa praticamente invisível. “Falta um pouco mais de atenção do Poder Público nesse sentido, já que eles querem que a gente cumpra as leis de trânsito ao pé da letra, tem que fazer a parte deles também”, aponta o taxista, José de Arley de 37 anos.





AO VIVO