Menu
Busca sexta, 29 de maio de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
30ºmax
22ºmin
DESTAQUES

Lombadas irregulares e falta de sinalização geram reclamação de condutores

14 julho 2011 - 08h31

Daniel Werneck
Da Redação

 

A equipe de reportagem do Portal O Norte percorreu diversas ruas de Araguaína e encontrou alguns problemas relativos às lombadas e que fazem motoristas e motociclistas perderem tempo, dinheiro e paciência.

Alguns quebra-molas instalados, tem se tornado motivo de reclamações por parte de condutores de veículos. Se por um lado a função teórica desse obstáculo de trânsito obriga o motorista a diminuir a velocidade, por outro o excesso de lombadas presentes a poucos metros de distância uma da outra é apenas um entre vários fatores que incomodam os que trafegam pela cidade.
 
Precariedade
Andando pelas ruas de Araguaína, não é difícil encontrar lombadas em péssimas condições. O desgaste nas mesmas é visível através dos buracos e ausência de faixas que as identifiquem, conforme as normas e especificações do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Algumas ondulações são definidas como mais que um obstáculo, é o caso da lombada localizada na Rua Urixamas, próximo a UFT: “Essa lombada "tá" parecendo mais com um muro, daí fica muito complicado passar nessa rua”, observa o motociclista, Josafá Diniz de 25 anos.

Em outras vias, como a Gonçalves Lêdo e 03 de Maio, localizadas no Bairro São João, as lombadas estão quase que camufladas ao asfalto, sem nenhuma placa de sinalização nem tão pouco a pintura que alerte aos condutores de veículos a existência destas: “Quando a gente percebe o obstáculo às vezes é tarde demais. O resultado disso é que acaba danificando peças do veículo e isso a gente sente no bolso”, reclama a professora, Carmem Zulmira de 41 anos.

Código de Trânsito Brasileiro
Segundo o Código de Trânsito Nacional, em seu artigo 80, § 1º, a sinalização de lombadas deve ser colocada em posição e condições que a tornem perfeitamente visível e legível durante o dia e a noite.

Lombadas Ilegais
Em alguns bairros de Araguaína, como o setor Cimba e Araguaína Sul, onde não há asfalto, moradores locais por conta própria, constroem lombadas ilegais, com o objetivo de amenizar a questão da poeira.

Algumas dessas ondulações já tem provocado prejuízos principalmente aos motociclistas que percorrem por estas regiões, como o caso do motoboy, Alexandre Sá de 22 anos, que sofreu recentemente uma queda após passar em um desses quebra-molas: “Na hora do acidente por causa do quebra-molas e a grande quantidade de poeira, acabei perdendo o controle da moto e caí no chão cascalhado. Graças a Deus não quebrei nada, mas acabei cheio de hematomas”, explica o motoboy, mostrando escoriações no braço.

O que diz a Lei
Sobre as Lombadas ilegais, reza o Código de Trânsito em seu artigo 95 que “Nenhuma obra ou evento que possa perturbar ou interromper a livre circulação de veículos e pedestres, ou colocar em risco sua segurança, será iniciada sem permissão prévia do órgão ou entidade de trânsito com circunscrição sobre a via".

Opinião
A maioria dos entrevistados pela nossa reportagem apontou a necessidade urgente de uma maior atenção do Poder Público no que diz respeito ao trânsito em Araguaína.

Araguaína “tá” crescendo e as autoridades precisam abrir o olho, porque senão, daqui a pouco eles não vão conseguir controlar mais nada. Tem rua aqui na cidade que dependendo do horário parece que a gente “tá” é na Índia”, ironiza o estudante universitário, Marcos Vinícius Soares, 23 anos.




 

AO VIVO