Menu
Busca quarta, 19 de fevereiro de 2020
(63) 99292-6165
Araguaína
29ºmax
24ºmin
ARAGUAÍNA

Moradores acusam Saneatins de imprudência em sua atuação na cidade

01 agosto 2011 - 09h21

Daniel Lélis/ Daniel Werneck
Da Redação


Buraco nas ruas de Araguaína não é novidade. Onipresentes, eles são a razão da insatisfação de muitos moradores da cidade. Tanto é verdade, que a maioria dos requerimentos aprovados na Câmara de Vereadores nos últimos tempos versa sobre reforma e pavimentação asfáltica.

Desafio
A Prefeitura tem feito um trabalho no sentido de garantir melhorias nas condições das vias urbanas. Contudo, o desafio é imenso, uma vez que além do desgaste natural sofrido pelo asfalto, este sofre sérios prejuízos causados pela empresa de saneamento do Tocantins, Saneatins, a concessionária de água e esgoto do Município.

A Saneatins vem sendo apontada pela população como grande responsável pelo aumento do número de buracos na malha asfáltica da cidade. O problema é causado pela execução de obras de reparos e ampliação da linha de abastecimento. Segundo pessoas ouvidas pela nossa reportagem, a Saneatins não providenciaria em muitas situações o devido tapamento das crateras causadas por suas intervenções.

Negligência e Imprudência
Em busca de exemplos desse descaso, a nossa equipe foi às ruas. Os relatos são preocupantes.

Começamos pela Rua Amazônia, próxima à esquina com a Florêncio Machado na região Central da cidade. Ao longe, uma faixa indica que parte de uma calçada está interditada. Ao nos aproximarmos, percebemos que ali havia um buraco e ao seu redor lama e mau cheiro. Em conversa com a vizinhança local, tivemos a informação de que a Saneatins estaria trabalhando ali há mais de uma semana e até aquele dia não teria retornado ao local para a conclusão da obra. “A Sanetins é imprudente e negligente em relação aos serviços prestados. Atrasam os serviços, mas não atrasam a entrega do talão de cobrança”, desabafa uma moradora.

Próximo dali, em frente à sede do Naturatins, outro caso grave. Um cavalete e diversos bloquetes amontoados indicavam que aquele pedaço de rua estava interditado. Segundo Carmélia da Conceição, 54 anos, que mora na região, no local havia um buraco há cerca de um ano causada pelas intervenções da Saneatins. Acidentes teriam, inclusive, sido registrados por lá. “Há poucos dias a concessionária veio aqui e fechou a cratera, mas esse trecho continua interditado e vaza muita água”, ressaltou ela.

Na Rua Sadoc Correa, próximo ao CEM Paulo Freire, onde há expressiva circulação de veículos, a nossa equipe encontrou uma ondulação que atravessava a rua de um lado a outro. De acordo com os moradores da região, a Saneatins teria feito reparação em um cano da região. Entretanto, o buraco causado pela obra foi tapado apenas com cascalho, deixando o asfalto visivelmente danificado.



AO VIVO