Menu
Busca quarta, 21 de outubro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
37ºmax
22ºmin
DESTAQUES

Com poucas ações concretas, secretário fica na mira dos vereadores

05 setembro 2011 - 09h00

Ricardo Sottero
Da Redação


Com quase três anos concluídos da atual gestão municipal, a pasta de Desenvolvimento Social e Habitação é uma das mais cobradas pelos legisladores do município com relação às ações e programas executados em Araguaína. Por causa de inúmeros questionamentos e várias alegações sobre uma atuação discreta do secretário Jota Patrocínio à frente de uma das pastas mais importantes da administração, o secretário foi convocado a prestar esclarecimentos na Câmara Municipal sobre as ações que, segundo os vereadores, não trouxeram qualquer benefício para a comunidade.

A novela Casa Abrigo
Em entrevista concedida ao Portal O Norte, no dia 24 de fevereiro, Jota Patrocínio anunciou a implantação de uma casa de acolhimento para os moradores de rua de Araguaína. A iniciativa seria uma parceria entre a Secretaria e a Associação Divina Providência. A medida surgiu após constantes reclamações da comunidade e lojistas sobre a presença de mendigos nas praças e calçadas do centro comercial da cidade.

Justificativas
Depois do anúncio, a Casa, que deveria ser inaugurada em abril, até hoje não funciona. Uma das justificativas para o atraso seria a insatisfação de moradores vizinhos do imóvel escolhido, que fica localizado na Rua 13 de maio, no setor Rodoviário, eles se opuseram à implantação da unidade no região. A outra justificativa seria a burocracia do processo licitatório para a compra dos móveis e demais utensílios.

Controvérsias
Enquanto o futuro administrador da Casa, Adilson Bonfim, que também é chefe da Divisão de Infância e Juventude no Município, afirmava que um projeto relativo à aquisição de móveis já havia sido enviado para o secretário Jota Patrocínio, e que era necessário aguardar um retorno dele para dar continuidade ao processo de implantação da Casa, em uma clara demonstração de desencontro de informações, o secretário rebateu a afirmação de Adilson reiterando que o projeto já havia sido aprovado e que estava em fase de implantação.

Nova data
O fato é que, ao longo dos últimos seis meses, depois de controvérsias e tentativas de justificar o atraso, a última garantia dada foi apresentada no dia 23 de agosto, quando representantes de organizações e entidades religiosas promoveram um novo encontro com a Secretaria para propor soluções e agilizar a inauguração da entidade. A nova data para o tão esperado início do funcionamento da Casa Abrigo está agendada para o próximo dia 14 de setembro.

Casas populares
Entre todos os projetos propostos pela Secretaria, a entrega das casas populares é, sem dúvida, o mais aguardado pela dimensão e importância da ação para Araguaína. Em fevereiro, Jota Patrocínio se defendeu de alguns questionamentos feitos pelo vereador Soldado Alcivan (PP), durante uma sessão da Câmara, e afirmou que algumas casas foram, sim, construídas pela prefeitura, ainda no ano de 2009, em parceria com o Estado. Recentemente foi a vez dos vereadores peemidebistas Jorge Frederico e Gerônimo Cardoso questionarem sobre as casas populares. Os vereadores apontaram falta de transparência na lista que integra os beneficiados e ainda acusaram Jota Patrocínio de incluir no programa pessoas envolvidas nos trabalhos da Secretaria.

Pede pra sair
Sobre as ações da Secretaria, o vereador Gerônimo, na oportunidade e com o apoio de Jorge, ainda acrescentou que caso o secretário não conseguisse desempenhar melhor o seu trabalho, deveria “pedir pra sair”.

Mais um atraso
As 930 casas que levantaram as recentes polêmicas entre os vereadores fazem parte do programa “Minha Casa, Minha Vida”, do Governo Federal em parceria com o Município, e, segundo o secretário, deveriam ser entregues entre os meses de maio e junho deste ano. Dois meses já se passaram e não houve nenhuma divulgação da Secretaria neste sentido.

O resultado das acusações
Por causa dos atrasos e demais entraves que impossibilitaram a apresentação de ações concretas por parte da Secretaria de Desenvolvimento Social e Habitação, a Câmara de Vereadores de Araguaína aprovou, no último dia 15 de agosto, o Requerimento nº 701/011, de autoria do Vereador Jorge Frederico (PMDB), solicitando a convocação do secretário Jota Patrocínio com a finalidade de apresentar ao Legislativo e à sociedade as ações realizadas em sua gestão.


AO VIVO