Menu
Busca sábado, 04 de abril de 2020
(63) 99292-6165
Araguaína
32ºmax
23ºmin
APÓS SOLENIDADE

Jornalista é agredida por segurança de Siqueira e desmaia em delegacia

06 setembro 2011 - 19h40

Ricardo Sottero
Da Redação


Durante a visita do Governador Siqueira Campos à Araguaína para o lançamento dos programas Reluz e Nossa Oportunidade, houve um empurra-empurra entre os órgãos da imprensa local e os seguranças do governador após o término da solenidade.

A jornalista, apresentadora e proprietária da emissora TV Líder (Rede TV), Silene Borges, foi agredida com uma cotovelada e uma pisada no pé por um dos seguranças de Siqueira enquanto tentava uma entrevista.

Silene registrou um Boletim de Ocorrência na Central de Flagrantes e, durante entrevista ao Portal O Norte e ao Programa Agora, a jornalista disse que se “sentiu humilhada” porque havia uma entrevista exclusiva agendada com o Governador via Secretaria de Comunicação. Silene também desabafou afirmando que, para Siqueira Campos, a imprensa tocantinense “não presta” e garantiu que não deixará esta situação passar em branco, pois entrará com um processo contra o Governo.

Desmaio
A apresentadora também lembrou que levou uma cotovelada em um dos seios, bem no local onde ela já havia passado por uma cirurgia cardíaca de colocação de uma válvula. Ao terminar seu relato à imprensa, Silene aparentemente teve um princípio de infarto, desmaiou e foi amparada pelos colegas de trabalho e demais presentes. Uma viatura do SAMU foi acionada e conduziu a jornalista para o Hospital Regional de Araguaína. De acordo com informações, Silene Borges já recebeu alta médica e passa bem.

Posição do Sindjor
O jornalista Alberto Rocha, representante do Sindicato dos Jornalistas do Tocantins, em Araguaína, foi chamado para acompanhar o depoimento de Silene sobre o caso de agressão. Alberto reiterou que o Sindjor-TO não compactua com este tipo de atitude por parte do poder público e que não “aceitará iniciativas repressivas ao trabalho da imprensa como na época da ditadura”.

Alberto também garantiu que o caso será comunicado à Ordem dos Advogados do Brasil, Conselho Nacional de Justiça, Federação Nacional dos Jornalistas e Sindicato dos Jornalistas do Tocantins.

Provável Motivação
O apresentador Tomaz Xavier, que também participou da cobertura do caso da agressão, reforçou que havia, sim, uma entrevista exclusiva marcada com o governador Siqueira Campos para tratar da exoneração do chefe da Residência Rodoviária da Secretaria Estadual de Infraestrutura (Seinfra) em Araguaína, Antônio Walter Oliveira da Luz, conhecido como Tonhão, após denúncia veiculada pelo Programa Agora, através de um novo quadro apresentado pela jornalista Silene Borges, intitulado  "Silene Denuncia". De acordo com a reportagem, Tonhão estaria utilizando maquinário do antigo Departamento de Estradas de Rodagem do Tocantins (Dertins) para fazer serviços de infraestrutura em sua propriedade particular. Tendo em vista os fatos, cogita-se a possibilidade de a agressão do segurança, na tentativa de afastar a jornalista do governador, ter ligação com a denúncia apurada e veiculada no Programa Agora.


Assista ao vídeo da denúncia veiculada no Programa Agora



Confira o vídeo da entrevista que mostra o momento em que Silene
Borges desmaia em frente à Delegacia de Plantão

 


Vídeo mostra o momento da agressão por parte do segurança
do governador à jornalista em Araguaína





 
 

AO VIVO