Menu
Busca domingo, 23 de fevereiro de 2020
(63) 99292-6165
Araguaína
31ºmax
23ºmin
NA ESCOLA

"As alunas que denunciaram assédio de diretor são coagidas"

10 outubro 2011 - 12h19

Dágila Sabóia
Da Redaçao


Onze dias após a repercussão da reportagem publicada no Portal O Norte onde o diretor da Escola Estadual Ademar Vicente Ferreira Sobrinho, José da Costa, mais conhecido como Lindomar, foi acusado de assédio sexual por menores que estudam na unidade, localizada no Bairro JK (Leia mais) e consequentemente afastado de seu cargo (Leia mais), nossa Redação recebeu uma nova denúncia relacionada ao caso.

A nova denúncia
Nesta segunda-feira, 10, o presidente da Associação de Moradores do Bairro JK, Leonardo Lima, procurou nossa reportagem para relatar um episódio intrigante envolvendo um dos coordenadores da escola Ademar Vicente Ferreira Sobrinho. De acordo com o presidente, o coordenador José Ferreira Pinto, ainda nesta manhã, teria levado as alunas denunciantes a uma sala isolada na escola e tentado forçar as meninas a desmentirem a denúncia de assédio sexual contra o diretor afastado e afirmarem que a gravação não passou de uma montagem, uma farsa. Mesmo pressionadas, as adolescentes teriam se negado a gravar tal vídeo.

Ainda segundo Leonardo Lima, o mesmo tomou conhecimento do fato através da denúncia de uma das professoras que trabalha na escola bem como das próprias alunas que também o procuraram para relatar o ocorrido. Leonardo Lima explica que amedrontadas, as meninas disseram que o coordenador teria mandado que elas gravassem o vídeo dizendo que foram induzidas a fazer a denúncia à mando do presidente da Associação do Bairro JK e de seu irmão. Leonardo acrescenta que as adolescentes temem se manifestarem publicamente.

Apelo às autoridades
Durante a entrevista, o presidente fez um apelo às autoridades competentes: “É inadmissível é que haja qualquer tipo de manipulação contra essas crianças. Gostaria que o Ministério Público e demais autoridades tomassem as devidas providências para evitar esse tipo de coação ” e acrescenta “Também gostaria que a Diretoria Regional de Ensino, Sebastiana Dias se manifestasse sobre o que está acontecendo”, pontua.
 

Leonardo Lima, Presidente do Bairro JK.
 

Finalizando a entrevista, Leonardo Lima argumenta que procurou a nossa reportagem como representante da comunidade do JK: “O episódio aconteceu dentro da nossa comuindade e eu me senti no dever de informar o que está acontecendo” e completa “É uma situação delicada mas quero que a verdade seja esclarecida e se o diretor Lindomar não for realmente culpado, que ele seja inocentado, mas se for que seja punido com os rigores da lei", pontua.


De acordo com informações colhidas pelo Portal O Norte ainda nesta manhã na Diretoria Regional de Ensino, o diretor Lindomar, permanece até o momento afastado de suas atividades.

AO VIVO