Menu
Busca sábado, 15 de agosto de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
37ºmax
21ºmin
NOVA SEDE

“Há muitos interesses em jogo” , diz Elenil sobre a escolha do local

24 outubro 2011 - 18h17

Dágila Sabóia
Da Redação


Após as cutucadas do vereador Gerônimo Cardoso (PSDB) que na manhã desta segunda-feira, 24, se mostrou desfavorável a aprovação do projeto arquitetônico da nova sede do Legislativo do município a ser instalada no Residencial Pedro Borges (Leia Mais), o presidente da Casa, vereador Elenil da Penha (PMDB) no uso da tribuna manifestou seu posicionamento quanto à construção da nova sede.

Alternativas
Em seu pronunciamento Elenil destacou que após as críticas apresentadas, teria duas alternativas: “Olhar os que estão criticando e parar ou avançar no propósito que nós temos”, disse o vereador afirmando ser convicto do papel que deve exercer neste processo e acrescenta: “Sem nenhuma arrogância ou despeito com quem quer que seja, o meu trabalho eu vou continuar e se em algum momento tiver que parar, eu vou parar, mas não vou fugir da minha conduta”.

Elenil da Penha explicou que os projetos para a criação do fundo que bancará a efetivação da obra já estão sendo feitos dentro da normalidade. O presidente ressalta ainda que a apresentação do projeto nesta manhã em sessão na Câmara foi exatamente para ser observado por ventura, o interesse de modificar alguma coisa no plano “trouxe o projeto para a apreciação, para mais uma vez os vereadores concordarem ou não, para que possamos avançar neste caminho”.

Posicionamento
Ainda em sua fala na tribuna, Elenil deixou bem claro que diferente do que se especula em alguns veículos de comunicação, ele não tem interesse de instalar a qualquer custo a Câmara Municipal naquela localidade: “De jeito nenhum! Eu posso até lavar as mãos com relação a isso, mas não sem discutir, concordar ou discordar e também sem responsabilizar quem quer que seja que queira atrapalhar afirmando estar vendo um projeto macro. Essa é minha opinião”, diz Elenil que completa “O meu pensamento não determina o que vai ser feito, mas eu estou aqui legitimado pelas urnas do povo e da Câmara quando fui escolhido como presidente desta Casa e tenho convicção plena do que temos que fazer”.

O presidente relembrou que no mês passado quando os parlamentares visitaram o local solicitou que a imprensa presente não divulgasse ainda o nome do residencial onde possivelmente seria instalada a nova sede, argumentando a preocupação com futuras especulações imobiliárias que poderiam acontecer após a notícia e recorda ainda que nenhum parlamentar questionou a instalação do prédio no lugar.

Interesses
Finalizando sua fala, o vereador ressalta que “há muitos interesses em jogo” no que diz respeito à escolha do local de construção do prédio e explica que “Se formos esperar saber onde serão construídos outros importantes órgãos como a prefeitura e Justiça Federal, o tempo vai passar e quando for em 2013 o que faremos? Tudo eu posso e faço compartilhado com os vereadores, eu não decido sozinho”.

AO VIVO