Menu
Busca domingo, 29 de março de 2020
(63) 99292-6165
Araguaína
33ºmax
22ºmin
ARAGUAÍNA

Caixa continua desrespeitando Lei de atendimento eficaz

09 novembro 2011 - 07h25

Dágila Sabóia
Da Redação


Pouco mais de quinze dias após ter sido autuada pelo Procon, por não prestar atendimento eficiente, ágil e satisfatório aos usuários (Leia mais), a Caixa Econômica Federal volta a ser motivo de reclamações da comunidade araguainense.

Após receber denúncias de clientes que aguardavam por mais de uma hora na fila da agência, o Portal O Norte foi conferir de perto a situação. Para isso, foi retirada uma senha de atendimento onde a produtora permaneceu até o momento em que a mesma foi chamada.

Guichês sem atendentes
Logo ao chegar à agência, nessa terça-feira, 08, nossa equipe flagrou três dos seis guichês disponíveis para o atendimento no caixa, sem atendentes, um dos guichês era o de atendimento preferencial.
 

 

Aproximando-se do segurança logo ao lado de um dos guichês sem funcionário, nossa reportagem perguntou a ele porque o preferencial não estava funcionando mas ele não soube explicar. Somente com estes fatos, quem vai à Caixa pra realizar qualquer serviço bancário pressupõe qual seria um dos principais motivos que refletem na falta de eficiência no atendimento.
 


Enquanto isso, idosos, gestantes, deficientes físicos e mães com crianças de colo se quisessem ser atendidos tinham que aguardar como todos na fila e até mesmo sendo tratados com indiferença, como é o caso da mãe na imagem abaixo, os assentos estavam todos ocupados e ninguém se manifestou em ceder lugar para que ela pudesse se sentar.
 



O que diz a Lei
De acordo com o artigo 2º da Lei Municipal nº 2.111 de 22 de novembro de 2002, durante o expediente bancário, a existência de guichês identificados como caixas de atendimento, sem a presença de funcionário para o atendimento público será considerado como propaganda enganosa conforme prevê a Lei nº 8.078/90 do Código de Defesa do Consumidor.

Não sei o que tanto eles fazem lá pra dentro que levantam toda hora e demora um tempão pra voltar pro seu serviço. Isso é um abuso com quem precisa ser atendido”, desabafa o promotor de vendas Edimar Lopes, que afirmou estar há pelo menos uma hora e quinze minutos aguardando na fila.

Uma hora e vinte e cinco minutos, este foi o tempo que nossa produtora ficou aguardando na fila. Às 13h01min foi quando a senha foi retirada e às 14h26min conseguimos atendimento em um dos guichês.
 



Ar-condicionado com defeito
Além do atraso muito superior ao tempo exigido pela Lei Municipal que é de 20 minutos para dias normais e 30 para excepcionais como vésperas de feriados e dias de pagamento do funcionalismo público, os clientes ainda tinham que suportar o calor dentro da agência devido aos ar-condicionados estarem com defeito. uma funcionária da Caixa disse à nossa equipe que o problema com os aparelhos já perdurava há alguns dias. “Faz dias que está assim mas hoje parece que está pior”, disse a atendente em uma conversa informal.

Desrespeito à Lei
Quando o banco foi autuado no último dia 21 de outubro, fiscais do Procon em entrevista ao site explicaram que a agência é obrigada a regularizar de imediato a situação. Mas como nossa equipe pode comprovar, mesmo com a pressão do órgão, os atrasos continuam sendo constantes na agência.

Alerta
Além do Procon, qualquer usuário que se sentir prejudicado, poderá registrar também ocorrência junto à Divisão de Postura do Município, Ministério Público ou até mesmo na Delegacia de Polícia Civil.

 

AO VIVO