Menu
Busca sábado, 04 de abril de 2020
(63) 99292-6165
Araguaína
32ºmax
23ºmin
INSEGURANÇA

Comerciantes apelam para anúncios para cobrar mais policiamento

08 dezembro 2011 - 00h35

Da Redação
 

Chamar a atenção do poder público através de anúncios virou moda em Araguaína. Depois da placa feita por moradores do setor Santa Helena que pedia ao prefeito Valuar Barros (DEM) a recuperação de uma das ruas do setor (Leia mais), é a vez dos comerciantes manifestarem sua insatisfação com a segurança pública na cidade.

Quem passar hoje pela Avenida Getúlio Vargas no Bairro Senador, pode avistar de longe duas grandes faixas que trazem mensagens de indignação relacionadas ao alto índice de assaltos ocorridos na região. O idealizador do manifesto declara que seu estabelecimento foi assaltado várias vezes e questiona a falta de ação do Poder Público apontando os milhões gastos em impostos: “10 FORAM AS VEZES QUE ESTA LOJA FOI ROUBADA/ASSALTADA. 1,2 MILHÕES DE REAIS FOI O VALOR DE IMPOSTO PAGO EM 6 ANOS. FALTA É VERGONHA DOS PODERES PÚBLICOS”.

Outro comerciante que aderiu à ideia, cobra mais segurança às autoridades competentes “7° ASSALTO A MÃO ARMADA A ESTE ESTABELECIMENTO COMERCIAL. SRs AUTORIDADE O POVO CLAMA POR SEGURANÇA.”

Insegurança
O sócio da casa de material para construção, Vital Lima, contou revoltado à reportagem do Araguaína Notícias que na última vez que sua empresa foi assaltada ele ficou das 5:30 às 7:00 esperando para prestar depoimento, enquanto o assaltante (menor) foi ouvido primeiro e a viatura foi buscar a mãe em casa e depois deixar os dois. Enquanto ele ficou por último e até agora não conseguiu reaver o dinheiro, que está em poder da justiça. “A gente se sente impotente e desestimulado. O bandido tem muito mais prioridade que nós que pagamos impostos”, lamenta o comerciante.

Aumento da criminalidade
Não é preciso ser um especialista em estatísticas para observar o quanto tem aumentado a criminalidade em Araguaína e exemplos disso não faltam como mostra algumas reportagens publicadas no Portal O Norte: assalto ao Detran, ao restaurante Subway, à Farmácia Itaipú isso sem citar aqueles que ocorrem diariamente pela cidade e não são registrados.

“Araguaína está fora de controle, a gente vê que o policiamento está muito pouco. A gente se sente inseguro porque não vê o poder público agindo. A gente paga os impostos e contribui, mas não vê retorno nessa parte.”, reclamou o comerciante Paulo Afonso de Oliveira, que já teve sua loja de materiais para construção assaltada sete vezes. (Com informações do Araguaína Notícias)

AO VIVO