Menu
Busca sábado, 14 de dezembro de 2019
(63) 99292-6165
Araguaína
33ºmax
22ºmin
RETOMADA

Obra de reforma e ampliação do aeroporto será retomada em fevereiro

31 janeiro 2011 - 16h06

Da Redação
 

Pouco antes da saída de Carlos Gaguim (PMDB) do poder, a obra de reforma do terminal de passageiros do aeroporto da cidade de Araguaína que era prevista pra ser concretizada em 150 dias foi paralisada, segundo informações do secretário da Indústria, Comércio e Turismo do município de Araguaína, Nahim Hanna Halum, o motivo foi devido a falta de pagamento por parte do Governo do Estado.


A reforma é uma parceria do governo estadual com a prefeitura de Araguaína, sendo que um milhão e setecentos mil reais (R$ 1.7000,00) foi a contrapartida do Governo enquanto a Prefeitura investiu quatrocentos e noventa e três mil reais (R$ 493.000).

De acordo com Nahim, o governo Gaguim, pagou a 1º, º2 e 3º parcelas e ficou a 4º e a 5º sem serem pagas à Construtora MVL, responsável pela obra, além de um aditivo relacionado a projetos hidráulico, elétrico e Corpo de Bombeiros que não vieram inclusos juntamente com o projeto arquitetônico e estrutural do terminal de passageiros do aeroporto, encarecendo assim a reforma com pouco mais de meio milhão de reais.

O secretário informou na exclusiva ao Portal O Norte que o município já está em contato com o atual governador, Siqueira campos (PSDB), através do secretário de Indústria e Comércio do Estado, Ernandes Siqueira e da sua respectiva subsecretária Leide Mota. “Semana passada vieram Engenheiros da infraestrutura e fizeram a vistoria da obra e já passaram o relatório para o governo e secretário, após essa análise aguardamos a liberação da ordem de serviço e consequentemente, o restante das parcelas e aditivo por parte do Estado”, diz.

O novo terminal
Com uma estrutura moderna, o terminal de passageiros que hoje tem 400 metros de comprimento passará a ser de 1.214 metros, com isto irá praticamente triplicar seu tamanho. Além de áreas climatizadas em blindex, piso porcelanato, câmeras de segurança dispostas estrategicamente no terminal, lanchonete, duas salas comerciais, uma sala de embarque e outra de desembarque de passageiros com capacidade para acomodar 95 pessoas além de uma sala vip para receber autoridades e personalidades públicas que possam vir em Araguaína.


A Administração, Vigilância Sanitária e Polícia Federal passarão a atender na parte interna do prédio. “A reforma do aeroporto é uma obra importante pra toda a região Norte do Estado e todo esse trabalho é feito em prol de garantir o conforto e segurança aos usuários que utilizam o transporte aéreo na cidade”, explica Nahim.

Empresas Aéreas
Atualmente três empresas de transporte aéreo operam no aeroporto de Araguaína. São elas: a Trip, que realiza voos regionais com conexão em Brasília, a Sete Linhas Aéreas que opera voos de Araguaína para Palmas e Goiânia e a mais nova empresa a realizar voos no aeroporto teve o início de suas operações na segunda quinzena deste mês, que foi a Passaredo, com dois voos diários Araguaína/Goiânia. “Onde há avião, há progresso e lucratividade e nós da prefeitura estamos empenhados em ver o desenvolvimento da nossa cidade refletido em vários aspectos e acreditamos que o aeroporto contribuirá bastante para esse crescimento”, observa Nahim.


Pistas, pátios e hangares
Questionado sobre a reforma da pista de pouso, o secretário informa que a pista além de ser reformada será ampliada. A largura permanecerá a mesma, 45 metros e o comprimento passará de 1.800 metros para 2.200 metros, isso já pensando no futuro econômico da região. “Araguaína já tem ZPE (Zona de Processamento de Exportação) que é a quarta do país e para começar a funcionar, só precisa alfandegar e trazer as indústrias. A pista ampliada dessa forma se torna ideal para um avião de cargas e caso daqui há alguns anos já tiver que exportar pra outros países, a pista já estará adequada”, explica Nahim.


No aeroporto de Araguaína também será construído uma pista de taxiamento aéreo paralela à principal, isto também objetivando o aumento de vôos futuramente. Novos pátios comerciais e hangares também serão construídos para estacionar aeronaves locais pequenas

Essa obra custará em torno de R$ 10 milhões e meio de reais, sendo que R$ 9 milhões e meio será a contrapartida do Governo Federal, através do Ministério da Defesa, a Aeronáutica. O investimento trata-se de um programa Federal em parceria com os governos estaduais de reforma de aeroportos, sendo que o Governo do Estado se comprometerá em pagar 10% do valor da obra. Portanto, toda a reforma nestes espaços ficará em torno de R$ 11 milhões de reais.

Ao todo é avaliado que serão gastos para a reforma total do aeroporto incluindo terminal, reforma e ampliação de pistas e hangares, cerca de R$ 13 milhões de reais. A obra já foi licitada e o governador Siqueira Campos já autorizou o depósito da primeira parcela, faltando somente a contrapartida do Governo Federal. A obra deverá ter seu início ainda neste mês de fevereiro e o prazo previsto para a conclusão é de 240 dias.

AO VIVO