Menu
Busca quarta, 23 de outubro de 2019
(63) 99292-6165
Araguaína
31ºmax
23ºmin
CULTURA ABANDONADA

Segundo Secretária, Espaço Cultural não tem data para ser reformado

04 fevereiro 2011 - 09h00

Da Redação
 

Em resposta à matéria publicada pelo Portal O Norte nesta quarta-feira, 2, tratando dos problemas estruturais do Espaço Cultural, Aguinaldo Borges Pinto, na cidade de Araguaína, a secretária de Cultura, Marly de Carvalho, em entrevista ao Portal, fala sobre as problemáticas e possíveis soluções à curto e longo prazos.


Última reforma
De acordo com informações da secretária, a última reforma no Espaço Cultural foi realizada em 2007, ainda na gestão da prefeita, Valderez Castelo Branco (PP), com uma verba no valor aproximado de R$ 70 mil reais, oriunda da Fundação Nacional de Artes (FUNART), que foi aplicada em melhorias de cortinas, pinturas e iluminação. No entanto, o valor da verba foi insuficiente para resolver todas as problemáticas existentes no local. “Pra resolver a questão somente do sistema de iluminação onera um custo de aproximadamente R$ 100 mil reais e como tem muita coisa pra ser reformada precisamos conseguir um valor maior de recurso. Acredito que pra resolver todas as pendências existentes seria preciso aproximadamente R$ 1 milhão e meio de reais”, observa a secretária.


Melhorias à curto prazo
Marly de Carvalho admite que todo o Espaço Cultural precisa de uma melhoria significativa e à curto prazo, a prefeitura vem tentando encontrar medidas para amenizar as pendências. Sobre o depósito de materiais, por exemplo, a secretária diz que no momento serão providenciadas divisórias para que eles possam ser armazenados separadamente e isolados no interior da galeria de artes, além disso, o prédio deverá ter sua pintura restaurada, bem como a climatização da galeria de artes.


A secretária ainda afirma que no mês de outubro do ano passado a prefeitura solicitou a vinda de técnicos da FUNART, para realizar uma vistoria a fim de detectar os problemas estruturais e as possíveis soluções técnicas para cada um deles. “Os técnicos da FUNART, voltaram depois de quase onze anos, quando o prédio foi inaugurado, para uma segunda vistoria e em seu relatório detectaram que os mesmos problemas de dez anos atrás permanecem insolúveis, ou seja, a questão leva a observar que falhas no projeto de estrutura marcam também a complexidade do problema que já vem de longas datas, desde o início de sua inauguração”, diz.

Parcerias
A secretária Marly de carvalho ainda em entrevista garante que a prefeitura tem se empenhado em buscar parcerias com o Governo do Estado e até mesmo Governo Federal para conseguir recursos destinados á reforma do prédio: “Agora é o momento de buscarmos parcerias o relatório apresentado pelos técnicos da FUNART contribuíram para a organização do projeto que já foi enviado para alguns parlamentares como o senador João Ribeiro (PR), e vamos continuar buscando parcerias com políticos especialmente os representantes do nosso município, tudo isso para que tenhamos a possibilidade de iniciar essa reforma o mais rápido possível”, garante a secretária.Ações culturais


Marly de Carvalho explica que apesar da precariedade deste do Espaço, a secretaria disponibilizará a partir da semana que vem de um projeto de ações culturais como oficinas de dança, violão e teatro para a comunidade araguainense.

Prazos
Sobre o prazo para se iniciar uma reforma geral no local, Marly prefere não estipular datas “Não é tão fácil como muitas pessoas imaginam conseguir recursos para realizar obras de reforma como a que realmente necessitamos no espaço Cultural, por isso não gostaria de estipular prazos, o que posso reafirmar é que nós estamos fazendo o possível para conseguir resolver a questão”, justifica.

Finalizando a entrevista a secretária informou que nesta sexta-feira, 4, estará no Espaço Cultural, juntamente com a secretária da pasta de Administrativa do Município, Beatriz Helena Oliveira Rocha, para analisar as necessidades básicas de reforma e determinar metas pra resolver o que pode ser imediatamente solucionado.

AO VIVO