Menu
Busca segunda, 09 de dezembro de 2019
(63) 99292-6165
Araguaína
30ºmax
22ºmin
MANÉ MUDANÇA

Vereador se diz contrário ao posicionamento de Halum sobre comércio ilegal

08 fevereiro 2011 - 17h41

Da Redação

Na manhã desta terça-feira, 8, o vereador Mané Mudança (DEM) concedeu uma entrevista ao Portal O Norte, para expor sua opinião a respeito do comércio de ambulantes pelo Centro comercial de Araguaína.

O vereador Mané Mudança atua também na cidade como empresário no ramo de transportes e locações de estruturas para eventos e como legítimo representante da classe empresarial na Câmara Municipal, afirma ser defensor da legalidade e justifica que as Leis do Município devem ser cumpridas a rigor. “As Leis do Município foram feitas para serem cumpridas, sabemos que esse comércio nas calçadas é ilegal, tem o camelódromo e as feiras livres onde os ambulantes podem comercializar seus produtos. Entendo que eles precisam sustentar suas famílias, mas não pode ser permitido a atuação desses ambulantes nas portas das lojas. Os fiscais da prefeitura tem o dever de tomar providências com relação ao fato”, diz o vereador.

Ainda em entrevista, Mané Mudança demonstra contrariedade no posicionamento do secretário de Indústria, Comércio e Turismo do Município, Nahim Hanna Halum, que em entrevista ao Portal nessa segunda-feira, 7, deixou claro que a prefeitura teria outras prioridades a serem observadas.

O vereador ainda manifesta surpresa com a atitude do secretário Nahim Halum e argumenta:“Sinceramente fico até impressionado com a atitude do secretário, pois acredito que todas as questões a serem resolvidas são importantes e devem ser levadas a sério. Garantir que este direito dos comerciantes seja resguardado é um dever para os representantes responsáveis pela resolução do problema, afinal de contas, quem abriu sua empresa dentro da legalidade, com CNPJ, Inscrição Estadual e Municipal e paga seus impostos e taxas, deve ser respeitado. O clandestino não colabora com o desenvolvimento econômico da cidade, pelo contrário, como vemos, atrapalha. E o Poder Público tem a obrigação de cuidar de todos dentro da forma legal. Então, entendo que é necessário tirar esses ambulantes das ruas e criar uma área exclusiva onde eles possam trabalhar”, pontua.


AO VIVO