Menu
Busca quinta, 02 de abril de 2020
(63) 99292-6165
"ALARMANTE"

ATM repudia postura do presidente Jair Bolsonaro em minimizar pandemia

25 março 2020 - 18h39

Nesta terça (24) o Excelentíssimo Senhor Presidente da República, Jair Bolsonaro, emitiu pronunciamento em cadeia nacional de Rádio e TV, sobre a pandemia do Novo Coronavírus que assola o Mundo e começa a registrar dezenas de mortes no Brasil. O chefe do Executivo Nacional surpreendeu à muitos brasileiros ao minimizar o problema da pandemia e ao criticar Governadores e Prefeitos por não abandonarem “o conceito de terra arrasada” e por terem adotados medidas como a proibição de transportes, o fechamento do comércio e o confinamento em massa para o enfrentamento ao problema – protocolos esses defendidos e orientados pelo Ministério da Saúde.

Rapidamente, o discurso do presidente da República ocasionou reações em todo o Brasil, inclusive do Senado, da Câmara dos Deputados, do Supremo Tribunal Federal e das demais instituições representativas do país.

Em nota, a Associação Tocantinense de Municípios (ATM) afirma que discorda de muitos argumentos apresentados por Bolsonaro e se compromete a continuar no fronte de batalha contra o novo Coronavírus, na certeza de que as medidas adotadas pelos Prefeitos é o melhor caminho para vencermos essa guerra. Nos canais de comunicação interno da ATM também houveram inúmeras reações de repúdio dos gestores municipais contra o pronunciamento do presidente.

"Lançar um olhar ao cenário mundial é observar um fenômeno alarmante que o novo Coronavírus tem criado em dezenas de países, inclusive em nações com sistemas de saúde muito mais avançados e eficientes que o do Brasil. Logo a Organização Mundial de Saúde (OMS) expediu recomendações aos países, entre elas o confinamento de pessoas e regras rígidas para a circulação de seus indivíduos. As medidas têm respaldo científico e, por isso, foram adotadas por Governadores e Prefeitos, e preconizadas pelo Ministério da Saúde", destacou o presidente da ATM, Jairo Mariano.

Ainda, a ATM expressa que acompanha as medidas adotadas pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde. A entidade reconhece que sacrifícios terão que ser feitos, e que a Economia poderá sofrer com a execução das ações em combate ao novo Coronavírus. "Nesse momento, precisamos nos agarrar aos conhecimentos científicos e seguir as orientaçõesdos especialistas. O momento é de incertezas, mas ficar em casa é a melhor maneira de combatermos um eventual ritmo acelerado de transmissão do vírus, ao dar tempo hábil ao sistema de saúde para ampliar as estruturas de recebimento e tratamento dos pacientes infectados. Então a ATM recomenda a todos: FIQUEM EM CASA!", finalizou o presidente. 

AO VIVO