Menu
Busca sábado, 18 de setembro de 2021
(63) 99958-5851
Araguaína
36ºmax
21ºmin
TRAGÉDIA FAMILIAR

Auditor fiscal do Tocantins morre de Covid dias após perder mulher e filho para a doença

04 junho 2021 - 09h54Por G1 Tocantins

O auditor fiscal, Rogério Alves Magalhães, de 49 anos, morreu, na terça-feira (1º), após complicações causadas pela Covid-19. O servidor da Secretaria Estadual da Fazenda foi o terceiro da família a não resistir. A mulher dele e o filho morreram em maio, com poucos dias de diferença.

Rogério estava internado em um hospital particular de Palmas. Não há informações se ele tinha comorbidades e por quantos dias ele permaneceu internado.

A esposa Darly Oliveira Serra Magalhães havia falecido quatro dias antes, no dia 29 de maio. Já o filho, que carrega o nome do pai, Rogério Alves Magalhães Filho, não resistiu e veio a óbito no dia 21 do mesmo mês.

Rogério Júnior tinha 21 anos e era estudante do curso de ciências da computação, da Universidade Federal do Tocantins (UFT).

O Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Estadual do Tocantins (SINDIFISCAL) lamentou a morte do servidor e da família. A entidade decretou luto oficial de três dias.

"Neste momento de dor e consternação, aos familiares e amigos do filiado, externamos os nossos votos de solidariedade e pedimos a Deus que conforte os corações de todos. O SINDIFISCAL decreta luto oficial de 3 dias, permanecendo o atendimento interno na modalidade home office".

A Secretaria da Fazenda também emitiu nota de pesar. "Rogério é descrito pelos colegas de trabalho como divertido, solidário e comprometido com o serviço público".

Em todo o Tocantins, foram registrados, desde o início da pandemia, mais de 170 mil diagnósticos da doença e 2.913 óbitos. Segundo o boletim epidemiológico, divulgado nesta quinta-feira (03), o Estado havia contabilizado 849 novos casos e mais 11 mortes.

AO VIVO