Menu
Busca quarta, 28 de outubro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
31ºmax
23ºmin
ENSINO SUPERIOR

UFT decide retomar aulas do semestre letivo; veja como vai funcionar

08 outubro 2020 - 17h48Por Assessoria

Na manhã desta quinta-feira (08), os membros do Conselho Universitário (Consuni) reuniram-se, via webconferência, para a 53ª Reunião Extraordinária do Conselho. Entre os assuntos de pauta apreciados, esteve em discussão e votação o ponto “Diretrizes Gerais para desenvolvimento das atividades acadêmicas da UFT, Ensino Remoto (Online) e Ensino Híbrido, durante o período emergencial decorrente do coronavírus (Covid19)”. A reunião foi transmitida ao vivo pelo canal da UFT no Youtube – e a gravação encontra-se disponível no mesmo canal (clique aqui).

Após amplo debate entre os membros do Consuni presentes à webconferência, decidiu-se - por 19 votos favoráveis, 04 votos contra e nenhuma abstenção – pela retomada do semestre letivo de 2020/1, a ser realizado de modo remoto a partir dos próximos dias (o Calendário Emergencial deverá ser divulgado em breve). As atividades acadêmicas presenciais estão interrompidas desde o dia 16 de março e o Calendário Acadêmico, suspenso desde 31 de março, em ocasião da situação de emergência ocasionada pela pandemia do coronavírus. As atividades administrativas da Instituição, no entanto, seguiram sendo realizadas remotamente desde então.

"Ao longo desses meses, estivemos discutindo uma proposta de retomada das atividades letivas pautada em um arcabouço legal e observando-se as condições e particularidades locais, pedagógicas, psicológicas, socieconômicas, entre outras. Consideramos, ainda, o cenário nacional, uma vez que a UFT era a única universidade pública que não havia retomado seu calendário. A decisão se deu pela maioria de votos no Consuni e já reunimos as condições para retomarmos as aulas remotamente. A situação, sabemos, é de excepcionalidade e a perspectiva de seguirmos paralisados poderia impactar de forma negativa nossa Universidade", frisa o presidente do Consuni, o reitor Luis Eduardo Bovolato.

Ações de inclusão digital serão implementadas para atender a estudantes em situação de vulnerabilidade

Diante da impossibilidade de acompanhamento das atividades virtuais por parcela de estudantes em situação de vulnerabilidade socioeconômica, a UFT aderiu ao programa do Ministério da Educação (MEC) intitulado Projeto Alunos Conectados. Com isso, os discentes que comprovarem estarem no grupo de vulneráveis, receberão suporte material e financeiro para o acompanhamento das aulas online. 

“Mediante a aprovação da retomada das atividades acadêmicas pelo Consuni, a Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (Proest) irá implementar o Programa de Inclusão Digital emergencial em duas modalidades: concessão de chip de pacote de dados de Internet  e auxílio financeiro para aquisição de notebook ou tablet", esclarece o pró-reitor de Assuntos Estudantis, Kherlley Barbosa.

Esclarecimentos sobre o ensino remoto poderão ser obtidos em plataforma específica

Uma plataforma exclusiva (em construção) para esclarecimentos sobre como se dará o ensino remoto emergencial foi disponibilizada na página oficial da UFT. A ação é uma parceria entre a Superintendência de Comunicação (Sucom), a Pró-Reitoria de Graduação (Prograd) e a Superintendência de Tecnologia da Informação (STI). Conforme o superintendente de Comunicação da UFT, Kleber Abreu, "o objetivo da ferramenta é disponibilizar, de forma bastante objetiva, todas as interfaces de como se dará esta retomada das atividades de Ensino na Universidade. Temos, como propósito maior, esclarecer ao máximo as dúvidas de alunos, professores e técnicos ao longo deste processo. Na plataforma, diferentes abas serão organizadas por categorias e alimentadas de forma contínua, facilitando a busca dos esclarecimentos que deverão surgir".   

Sobre a oferta de disciplinas online no período emergencial

Em relação às atividades letivas de 2020/1 interrompidas pelo cenário do coronavírus, o entendimento da Prograd é de que, nesta retomada (aprovada pelo Consuni), sejam analisadas as condições da oferta pelos docentes e o diálogo com os estudantes de cada curso sobre os impactos no cotidiano (e possíveis sobrecargas). "A orientação é de que mantenhamos ao menos um componente por docente, para que, nesse período, também possamos nos adaptar ao ensino remoto e mesmo planejar o semestre de 2020/2 a partir dessas experiências colaborativas", destaca o pró-reitor de Graduação, Eduardo Cezari.

Todas as informações sobre a retomada da aulas de 2020/1 (incluindo a divulgação do Calendário Emergencial, tão logo seja aprovado) serão disponibilizadas na página oficial da UFT. Acompanhe as atualizações! 

AO VIVO