Menu
Busca segunda, 25 de outubro de 2021
(63) 99958-5851
Araguaína
35ºmax
23ºmin
TELECOMUNICAÇÃO

Edital do 5G tem total previsto de quase R$ 50 bilhões

25 setembro 2021 - 09h19Por r7 Notícias

Em entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira (24), o ministro das Comunicações, Fábio Faria, e integrantes da área técnica da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) afirmaram que o valor total do edital do 5G está estimado em R$ 49,7 bilhões. O valor inclui a outorga de funcionamento das faixas de radiofrequência, entre elas a que possibilitará o 5G no país, e os investimentos que deverão ser feitos pelas empresas entre 2022 e 2029. Em arrecadação, o valor esperado para os cofres do governo é de R$ 10,6 bilhões.

O conselho diretor da agência já aprovou a proposta de edital no começo da tarde desta sexta. A licitação das radiofrequências 700 MHz, 2,3 GHz, 3,5 GHz e 26 GHz é a maior já realizada pela Anatel. Segundo Leonardo de Morais, presidente da agência, o edital deve ser publicado até a próxima segunda-feira (27) e vai dialogar com diversas áreas, como educação e inclusão digital, por meio dos compromissos de investimento que serão exigidos em contrato para que as empresas operem as faixas. As empresas com interesse em participar da licitação terão até 27 de outubro para enviar a documentação. A sessão de abertura, análise e julgamento das propostas de preço será em 4 de novembro. 

“A implementação vai fazer com que a gente possa desenvolver o Brasil, colocar o Brasil dentro da economia digital mundial, melhorando os nossos setores, colocando o agro conectado, trazendo a telemedicina para a saúde, conectando e levando internet para 40 milhões de brasileiros que hoje sofrem sem internet em casa, sem nenhum acesso para que possam estudar nem que seja remotamente ou trabalhar. O leilão do 5G não arrecadatório vai fazer com que a gente possa levar investimentos importantes e robustos para o setor de telecomunicações”, afirmou Fábio Faria.

Segundo o superintendente de competição da Anatel, Abraão Balbino, com o preço aventado anteriormente, que seria de cerca de R$ 100 bilhões no total, o leilão das faixas de radiofrequência se tornaria o mais caro do mundo, levando em consideração preço per capita. “Certamente isso resultaria em um leilão vazio”, acrescentou Balbino.

AO VIVO