Menu
Busca sábado, 31 de outubro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
31ºmax
23ºmin
SAIBA MAIS!

Com baixo índice de vacinação, campanha contra a gripe é prorrogada em Araguaína

07 junho 2020 - 10h03

A campanha de vacinação contra a gripe foi prorrogada em todo o país até o final deste mês. De acordo com o Ministério da Saúde, o prazo foi ampliado devido ao baixo índice de vacinação, de apenas 63% do total de pessoas que compõem os públicos-alvo, e também para que não haja necessidade das pessoas se aglomerarem nas unidades de saúde.

Em Araguaína, a soma de todos os grupos que compõem o público-alvo é um total de 48 mil pessoas. A meta da campanha é vacinar pelo menos 43,2 mil pessoas, o que corresponde a 90% da cobertura.

Durante todo o período de duração da campanha, iniciada em 23 de março, foram aplicadas 30.102 doses da vacina. Os grupos com menor cobertura vacinal foram respectivamente o dos adultos de 55 a 59 anos (28,8%), das mulheres no pós-parto (29,21%), das crianças (34,21%) e gestantes (43,67%). Já entre os idosos e trabalhadores da saúde, a meta foi ultrapassada, com cobertura de 118,11% e 108,11%.

A vacina segue disponível para todos os grupos prioritários, de segunda a sexta-feira, nas salas de imunização de 15 unidades básicas de saúde de Araguaína, com atendimento das 7h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h30.

Público-alvo

A campanha foi realizada em três fases, com grupos prioritários diferentes. Na primeira, foram priorizados os idosos e trabalhadores da Saúde; na segunda, foram os motoristas de transporte coletivo, indígenas, jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, pessoas com doenças crônicas não-transmissíveis, presos e funcionários do sistema prisional.

A terceira etapa da campanha foi dividida em duas fases, que juntas contemplaram as crianças de seis meses a menores de seis anos, gestantes, pessoas com deficiências, mulheres no pós-parto até 45 dias, adultos de 55 a 59 anos e professores das redes pública e privada.

Nesse período de prorrogação, a vacina fica disponível para as pessoas destes grupos que ainda não tenha feito a imunização. “É importante enfatizar que as crianças e gestantes vêm apresentando, nos últimos anos, uma baixa cobertura na meta de 90%. Então a gente reforça o chamado para que aproveitem essa prorrogação”, destacou a enfermeira Laís Lima Montes, coordenadora municipal de Imunização.

Vacinação em tempos de pandemia

Ao sair de casa para ir tomar a vacina, é importante estar atento às medidas de prevenção ao novo coronavírus, como usar máscara; manter distância de outras pessoas se houver fila; não cumprimentar ninguém com apertos de mão, beijos ou abraços; não tocar nas paredes ou outras superfícies; reforçar a higiene e não tocar as mãos no rosto; ir à UBS em horários de menor fluxo.

Onde tomar a vacina

UBS Avany Galdino da Silva (Rua Gonçalves Lêdo, nº 1.217 – São João);

UBS Bairro de Fátima (Rua Padre Anchieta, s/nº, Bairro de Fátima);

UBS Couto Magalhães (Avenida Perimetral, s/nº, Setor Couto Magalhães);

UBS Dr. Dantas (Rua CE, quadra 22, lote 1, Setor Jardim Costa Esmeralda);

UBS Dr. Francisco Barbosa de Brito (Rua A esquina c/ Rua L, Vila Aliança);

UBS José Ronaldo Pereira da Costa (Rua 09, quadra 1, lote 1, Setor Dom Orione);

UBS Lago Azul (Avenida Araguaia, quadra 4, lote 02, Parque do Lago);

UBS Manoel dos Reis Lima (Rua das Hortências, nº 46, Setor Jardim das Flores);

UBS Manoel Maria Dias de Brito (Rua dos Ingaxixes, quadra 28, lote 1, Setor Cimba);

UBS Nova Araguaína (Rua 19, s/nº, Setor Nova Araguaína);

UBS Novo Horizonte (Avenida Araguaia, s/nº, Novo Horizonte);

UBS Palmeiras do Norte (Rua das Camélias, nº 1055, Setor Palmeiras do Norte);

UBS Ponte (Rua Joaquim Caboclo, s/nº, Setor Ponte);

UBS Senador Benedito Vicente Ferreira – (Rua 07, nº 07, Setor José Ferreira);

UBS Setor Barros (Avenida Bernardo Saião, nº 1082, Setor Barros).

AO VIVO