Menu
Busca quinta, 29 de outubro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
32ºmax
23ºmin
DENÚNCIA

Com marido há 24h na UPA, esposa faz apelo e reclama de "falha na comunicação" da unidade

12 maio 2020 - 15h42Por Redação

Um homem de 38 anos está há mais de 24h na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Araguaína esperando vaga para ser transferido para o Hospital Regional de Araguaína (HRA). 

A esposa do paciente, que preferiu não se identificar, procurou nossa reportagem afirmando que o marido que sofreu um infarto ontem à tarde, está até agora na sala vermelha e já deveria ter sido levado para o Regional para ser avaliado por um cardiologista, mas por conta de um erro de comunicação entre as duas unidades, ele acabou perdendo uma vaga que estava disponível no Regional. 

A mulher explica, que o paciente está sendo medicado com base no protocolo repassado por um clínico geral, mas precisa urgentemente ser encaminhado para um especialista no HRA. “Disseram pra mim que ele pode sofrer outro infarto a qualquer momento e até agora não conseguiram resolver a questão de transferência dele, porque é um disse-me-disse: a UPA diz que encaminhou o pedido de internação pro HRA, já o hospital disse que não recebeu e colocou outro paciente na vaga e eu não sei mais o que fazer, o tempo tá passando e temo pelo pior (sic)”, lamenta a esposa bastante preocupada.

A esposa do paciente cobra agilidade do serviço de saúde para que o impasse seja resolvido. "Só peço que tudo se resolva o mais rápido possível e que meu marido consiga o devido atendimento especializado", observa.

Resposta da UPA

O Portal O Norte procurou o Instituto Saúde e Cidadania (Isac), responsável pela administração da UPA que em nota afirmou que assim que foi constatada a necessidade de transferência do paciente para uma unidade especializada no HRA, a equipe de atendimento entrou em contato com o Núcleo Interno de Regulação (NIR) do HRA solicitando uma vaga na Sala Vermelha da unidade.

Conforme informado pelo NIR à UPA, a transferência estava autorizada, no entanto o HRA recebeu um paciente de urgência, que ocupou o último leito disponível na Sala Vermelha do HRA e em virtude disso, a transferência precisou ser suspensa.

A UPA reforça que mantém contato frequente com o NIR do HRA e aguarda sinalização para efetuar a transferência e destacou que "Todas as informações a respeito dessa situação foram repassadas para a acompanhante do paciente".

O Portal O Norte também procurou a Secretaria Estadual de Saúde (SES) para verificar quais as providências estão sendo tomadas para solucionar esse impasse e aguarda esclarecimentos. 

Em nota, a SES informou que o (NIR) do Hospital Regional de Araguaína (HRA) recebeu o pedido de transferência do paciente, ontem, (11) por volta das 22h30h, sendo autorizado para a Sala Vermelha. Porém, destacou assim como o Isac, que chegou um paciente com maior gravidade via Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), que precisou da vaga mencionada.

A SES ressaltou que o pedido foi reiterado na manhã desta terça, 12 e aguarda surgimento de vaga para sua admissão que poderá surgir a qualquer momento e completou: "Vale destacar, que o NIR tem informações que o paciente está com o quadro estabilizado na UPA, embora seja um caso grave", pontuou.

AO VIVO