Menu
Busca sábado, 23 de outubro de 2021
(63) 99958-5851
Araguaína
31ºmax
24ºmin
FIQUE SABENDO!

Saiba quais as reações e a eficácia das vacinas contra a Covid

26 junho 2021 - 10h43Por Meio Norte

CoronaVac

Quais são as reações mais comuns?

Dor no local é a reação mais comum.

Pode apresentar também, mas não são tão comuns:

Dor nas articulações;

Coriza;

Dor ao engolir;

Congestão nasal;

Coceira, vermelhidão, inchaço, endurecimento no local da aplicação;

Dor muscular;

Calafrios;

Perda de apetite;

Tosse;

Cansaço;

Febre.

Qual a eficácia?

O Instituto Butantan confirmou 50,38% de eficácia geral para a vacina. Porém, 78% de prevenção para casos leves e 100% para casos graves. Isso significa que a chance de pegar a doença é reduzida em 50%, e caso a contraia, não há chances de a pessoa desenvolver casos mais graves dela.

AstraZeneca

O imunizante britânico está no topo da lista de relatos dos brasileiros quando se trata de reações nos primeiros dias após a vacina. Inclusive, alguns grupos específicos, como grávidas, foram contraindicados a tomar esse imunizante.

É indicado procurar um médico apenas caso os sintomas passem de quatro dias de duração, e é liberado tomar remédios, de preferência, dipirona ou paracetamol.

Quais são as reações mais comuns?

Sensibilidade ou dor no local da injeção;

Dor de cabeça;

Fadiga;

Dor no corpo e mal-estar;

Febre e calafrios;

Dor nas articulações;

Náusea.

Qual a eficácia?

Foi apresentada pela Oxford uma eficácia de, em média, 70% após a aplicação da 2ª dose do imunizante.

Pfizer

Este imunizante ainda não tem circulação tão grande no Brasil, e as queixas de reações são baixas comparadas a outras vacinas.

Quais as reações mais comuns?

Dor e inchaço ou vermelhidão no local de injeção;

Cansaço;

Dor de cabeça;

Diarreia;

Dor muscular;

Dor nas articulações;

Calafrios e febre;

Náusea e vômito.

Qual a eficácia?

A eficácia deste imunizante é de 97% para evitar casos sintomáticos e 86% para casos assintomáticos.

Janssen

A vacina do grupo Johnson & Johnson acabou de chegar ao Brasil, após alguns adiamentos, em lote menor e emergencial.

Quais são as reações mais comuns?

Dor;

Vermelhidão e inchaço no local da injeção;

Dor de cabeça;

Sensação de muito cansaço;

Dores musculares;

Náusea;

Febre.

Qual a eficácia?

É de 66% contra os casos moderados e graves da Covid-19, 85,4% apenas contra os casos graves, e 100% de proteção contra hospitalização e morte.

Sputnik V

Quais são as reações?

As reações comuns a todas as vacinas são: dor, sensibilidade e vermelhidão no local da aplicação, além de cansaço, indisposição, dores no corpo, febre e calafrios. O site oficial da vacina da Rússia informa apenas que os ensaios clínicos da fases 1 e 2 foram concluídos e que nenhum efeito colateral imprevisto ou indesejado foi observado.

Qual a eficácia?

Apresentou eficácia de 97,6%, segundo o Instituto Gamaleya. Porém, a ANVISA ainda não liberou totalmente a utilização da Sputnik V no Brasil. A liberação veio com condições específicas, como a quantidade disponibilizada para importação e a restrição de que a vacina só poderia ser aplicada em adultos considerados saudáveis.

Covaxin

Quais são as reações mais comuns?

A lista apresentada pelo laboratório indiano Bharat Biotech apresenta somente os sintomas mais comuns, tais como:

Dor, vermelhidão e inchaço no local da injeção;

Dor de cabeça;

Erupções na pele;

Dores musculares;

Náusea;

Febre e mal-estar.

Qual a eficácia?

Os ensaios indicam eficácia da vacina de 78% contra Covid-19 leve e moderada. A eficácia contra Covid-19 grave foi de 100%. Porém, as condições impostas pela ANVISA para a importação emergencial dessa vacina foram as mesmas da Sputnik, mantendo todos os lotes sob avaliação constante.

AO VIVO