Menu
Busca quinta, 28 de outubro de 2021
(63) 99958-5851
Araguaína
35ºmax
21ºmin
CURIOSDIADE

Você sabe qual é a origem do bidê e por que ele sumiu das casas?

15 junho 2021 - 08h37Por Meio Norte

Se você mora em uma residência um pouco mais antiga, é bem provável que o seu banheiro seja equipado com um bidê. Porém, caso você nunca tenha ouvido falar a respeito, o bidê é uma peça de cerâmica um pouco maior que o vaso sanitário que contém um esguicho para que as pessoas realizem a higienização das partes íntimas.

Entretanto, esse objeto foi se tornando cada vez mais fora de época e, hoje em dia, sua inclusão em banheiros novos costuma ser um assunto bastante polêmico. Mas de onde é que essa parafernália surgiu e por que ela vem desaparecendo gradativamente das casas? É sobre isso que iremos falar nesse texto.

A origem do bidê

De acordo com informações do MegaCurioso, de origem francesa, o bidê foi inventado entre os séculos XVII e XVIII como ferramenta para que as famílias ricas pudessem lavar suas partes íntimas e também os pés. Posteriormente, o custo de produção acabou sendo barateado e logo essa peça tornou-se acessível para os mais variados tipos de classe.

Se na França eles acabaram sumindo do cotidiano aos poucos, os bidês ainda são considerados essenciais para a higienização de famílias japonesas e italianas. Por mais que a quantidade de casas com bidê tenha diminuído, essa ainda é uma ferramenta muito boa para a higiene íntima, sobretudo das mulheres.

De maneira geral, o bidê faz o mesmo tipo de limpeza que um papel higiênico pode fazer, exceto pela vantagem de ter uma limpeza mais profunda e que pode ser feita utilizando água e sabão neutro — o ideal para lidar com os dias de menstruação feminina.

Desaparecimento dos bidês

Por mais revolucionário que os bidês possam ter sido para a higiene pessoal no passado, a tendência é que esse objeto saia completamente de uso nas próximas décadas. Para entender essa questão, é preciso ter em mente quais fatores têm contribuído para esse "fenômeno". 

Em primeiro lugar, cada vez mais os apartamentos têm diminuído de tamanho para dar espaço a conjuntos habitacionais simples, confortáveis e que abriguem mais pessoas em um espaço. Por consequência, uma das áreas da casa que acaba sofrendo mais é o banheiro, que perde um área considerável e não possui mais capacidade para abrigar um bidê.

Além disso, os avanços tecnológicos também não contribuíram para a manutenção da peça. Atualmente, muitas pessoas optam por substituir o bidê pelo chuveirinho de parede ou até mesmo por assentos de privada tecnológicos que realizam a limpeza profunda da mesma forma (ou até melhor) e ocupam um espaço reduzido. 

AO VIVO