Menu
Busca sábado, 25 de setembro de 2021
(63) 99958-5851
Araguaína
35ºmax
23ºmin
SISTEMA SOCIOEDUCATIVO

Cursos profissionalizantes são retomados para menores privados de liberdade

18 agosto 2021 - 09h53Por Secom

Com foco na iniciação profissional de adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa, nove adolescentes do Centro de Atendimento Socioeducativo (Case), de Palmas, e uma adolescente do Centro de Internação Provisória Feminino (Ceip Feminino) de Palmas, administrados pela Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju), retomaram, nesta terça-feira, 17, as aulas no curso profissionalizante de Montador e Reparador de Computadores, oferecido pelo Governo do Tocantins em parceria com o Senac e o Ministério Público do Trabalho (MPT) do Tocantins. 

O curso faz parte do Projeto Nova Oportunidade, do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) que tem como proposta pedagógica o desenvolvimento e valorização, profissional e pessoal, dos adolescentes. As aulas serão ministradas às terças e quintas-feiras, no período matutino, e aos sábados, no período integral. 

O chefe do Case, Júnio César, discorreu sobre a perspectiva desse reinício do curso para os adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa. “Os cursos são uma oportunidade para desenvolver grandes profissionais aqui dentro, especialmente este na área de computação, que é expansiva, além de ser mais uma forma para eles buscarem novos horizontes. Ficamos gratos pelo apoio da Superintendência e do nosso secretário [gestor da Seciju)] em oportunizar esses e outros cursos, muito bem aceitos pelos adolescentes que estão empenhados e que por vezes não têm oportunidades lá fora”, frisa.

A adolescente do Centro de Internação Provisória Feminino (Ceip Feminino) de Palmas, F.V.F, 16 anos, única mulher no curso, resumiu empolgada. “Muito boa essa oportunidade para iniciar a vida da gente quando sair e já ter um planejamento para o futuro”.

O curso

O instrutor do Senac, Denniego Araújo de Sousa, explicou sobre a abordagem do curso. “Neste módulo vamos trabalhar a reinserção dos jovens no mercado de trabalho ou até como empreendedores, com técnicas de princípios básicos de apresentação pessoal, postura profissional, elaboração de currículo, como participar de seleções e projetos de vida, fator essencial para dar direcionamento ao que está sendo ministrado”, sintetizou. 

Novos cursos

Três novos cursos estão previstos para iniciar, são eles: auxiliar de manutenção predial, serígrafo e preparador de alimentos, com cargas horárias que variam de 60 a 245 horas/aulas, três vezes por semana. 

A pedagoga do Case, Edivane de Souza Rabelo Rangel, que participou de toda a articulação com o Senac, falou sobre o objetivo de oferecer os cursos profissionalizantes. “A ideia é proporcionar aos adolescentes valorização e prepará-los para trabalhar após o cumprimento da medida socioeducativa”, reforçou.

AO VIVO