Menu
Busca quarta, 28 de outubro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
31ºmax
23ºmin
TOCANTINS

Detentos fazem curso de fabricação de blocos e artefatos de concreto

22 julho 2020 - 16h28

Promover a reinserção social de pessoas privadas de liberdade por meio do trabalho e da capacitação profissional é um dos objetivos da execução da pena. Diante disso, custodiados da Casa de Prisão Provisória de Dianópolis (CPP de Dianópolis) participaram da aula inaugural do curso de fabricação de blocos e artefatos de concreto, realizada na terça-feira, 22. A ação integra o conjunto de projetos do Programa Novo Tempo, desenvolvido pela Secretaria Estadual de Cidadania e Justiça (Seciju), por meio da Superintendência de Administração dos Sistemas Penitenciário e Prisional do Estado.

Com carga horária de 160 horas/aula, o curso de fabricação de blocos e artefatos de concreto contará com aulas práticas e teóricas. As atividades do curso acontecerão de segunda a sábado na unidade penal obedecendo os protocolos de prevenção à transmissão da Covid-19.

Para o diretor da CPP de Dianópolis, Mykael Nascimento Gonçalves, a capacitação visa proporcionar aos reclusos melhores condições de readaptação social, preparando-os para o retorno a vida em liberdade de maneira mais apropriada, conhecendo e aprimorando valores de interesse comum. “O trabalho representa um papel muito importante para a construção da ressocialização do reeducando, além de tudo, traz inúmeros benefícios como: transformação de tempo ocioso em crescimento profissional e pessoal, fazendo com que o apenado adquira uma profissão”, finalizou.

A aula inaugural contou com a participação de cinco reeducandos, entre eles A.B.B, que falou sobre as expectativas de recomeçar a vida fora do cárcere com a profissionalização. “Fico muito feliz com a oportunidade de me capacitar profissionalmente mesmo recluso.  Eu sinto que esse conhecimento será a porta para mudança de minha vida, vou aproveitar o máximo de conhecimento e fazer a diferença quando retornar para sociedade", afirmou.

O gerente de Reintegração Social, Trabalho e Renda do Preso e Egresso da Seciju, Leandro Bezerra de Sousa, esclareceu que o curso faz parte do Programa Nacional de Capacitação e Implantação de Oficinas Permanentes (Procap). “Houve a contratação de empresa especializada para executar os cursos e essa atividade de formação em Dianópolis está sendo possível graças aos parceiros locais, ao Ministério Público e ao Poder Judiciário por meio da Vara de Execução Penal, bem como a ação integrada dos servidores do Sistema Penal para o alcance do objeto principal da pena que é a ressocialização”, exclamou.

O superintendente de administração dos Sistemas Penitenciário e Prisional da Seciju, Orleanes Souza, afirmou que a expectativa é de que reeducandos de diversas unidades prisionais do Estado sejam capacitados pelo projeto. “Com as ações que integram o Programa Novo Tempo nossa meta é oferecer educação profissional, trabalho e renda para pessoa privada de liberdade com a finalidade de reinserção social. Contamos também com parcerias entre as empresas privadas para que olhem para dentro das unidades prisionais como sendo um lugar com mão de obra para o trabalho”, disse.

AO VIVO